Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
1

Companhia portuguesa compra o maior avião do Mundo

Hi Fly adquiriu Airbus A380 com 471 lugares. Aparelho não pode operar em Portugal.
Alfredo Leite(alfredoleite@cmjornal.pt) 6 de Julho de 2018 às 20:59
A380 da Hi Fly à chegada a Malta
A380 da Hi Fly à chegada a Malta
Airbus A380
A380 da Hi Fly à chegada a Malta
A380 da Hi Fly à chegada a Malta
Airbus A380
A380 da Hi Fly à chegada a Malta
A380 da Hi Fly à chegada a Malta
Airbus A380

A companhia aérea portuguesa Hi Fly acaba de receber na sua frota um Airbus A380 considerado o maior avião comercial do Mundo. Com esta compra a empresa transforma-se na quarta companhia europeia, depois da Lufthansa, Air France e British Arways, a operar aquela aeronave.

A aquisição, cujo montante envolvido não foi revelado, realizou-se através da subsidiária da Hi Fly em Malta. É, aliás, nesta ilha do Mediterrâneo que se encontra desde esta quarta-feira o avião onde será pintado com as cores da Hi Fly nas instalações da Aviation Cosmetics, uma empresa da especialidade localizada no Safi Park, um ‘cluster’ de aviação maltês.

Em comunicado, o presidente da Hi Fly, Paulo Mirpuri, refere que "o A380 minimiza o impacto ambiental graças à redução das emissões de gás nocivo por passageiro por quilómetro dentro da sua categoria".

O Airbus A380, que anteriormente esteve ao serviço da Singapore Airlines, tem uma configuração capaz de transportar um total de 471 passageiros (12 em primeira classe, 60 em business e 399 em económica). Uma configuração compactada apenas para classe económica permite ao A380 transportar mais de 800 pessoas.

A Hi Fly opera uma frota de 15 aeronaves Airbus em regime quase exclusivo de ‘wet lease’ – fornecimento de aviões com tripulação, manutenção e seguros. Entre os clientes da Hi Fly encontram-se a TAP, Corsair ou Norwegian, entre outras.

A380 não aterrará em Lisboa

Este gigante dos céus – um dos dois que a companhia pretende adquirir, segundo revelou o Jornal de Negócios no final do ano passado – não aterrará em Portugal, por enquanto, em operações comerciais.

Os aeroportos nacionais não têm capacidade para receber em operação comercial aparelhos com a envergadura do A380. Tal só deverá ser possível em Lisboa a partir de 2021, ano previsto para a conclusão das obras de adaptação do aeroporto Humberto Delgado.

A empreitada, cujo investimento oscilará entre os 250 e os 350 milhões de euros, implica essencialmente a instalação de mangas de acesso a aviões de grandes dimensões além da instalação de mais quatro dezenas de portas de embarque.

Airbus A380 aviação hi fly Portugal Malta
Ver comentários