Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
4

Contas públicas já registam défice de 1651 milhões de euros

Covid-19 custou 660 milhões de euros até abril, entre perda de receitas e aumento de despesas.
Raquel Oliveira 27 de Maio de 2020 às 08:20
Mário Centeno
António Costa e Mário Centeno
António Costa e Mário Centeno
Mário Centeno
António Costa e Mário Centeno
António Costa e Mário Centeno
Mário Centeno
António Costa e Mário Centeno
António Costa e Mário Centeno

A travagem na economia e o aumento da despesa com a Saúde e apoios sociais já são bem visíveis nas contas públicas que apresentavam, até abril, um défice de 1651 milhões de euros. A execução orçamental de abril - o primeiro mês completo de confinamento - mostra um agravamento de 341 milhões de euros face ao período homólogo, segundo o documento divulgado ontem.

O Ministério das Finanças contabiliza o impacto da pandemia em pelo menos 660 milhões de euros, entre o aumento da despesa e o adiamento de receita. As medidas de mitigação terão custado 345 milhões de euros, nomeadamente com a manutenção do emprego através do layoff (144 milhões de euros) e em equipamentos de saúde (128 milhões de euros).

A despesa afeta ao Serviço Nacional de Saúde cresceu 12%, nomeadamente devido a salários. O ministério de Mário Centeno destaca, neste âmbito, o reforço de mais 8204 profissionais afetos ao SNS, um aumento homólogo de 6,3%. Paralelamente, o adiamento do pagamento de impostos para apoiar empresas e famílias, no valor de 320 milhões de euros, contribuiu para a perda de receita em abril.

O aumento da receita fiscal que as contas mostram prende-se sobretudo com a redução de reembolsos de IRS, já que os restantes impostos já refletem o confinamento. Face ao mesmo período do ano passado, o Estado transferiu menos 595,6 milhões de euros. O valor arrecadado com multas e portagens também caiu. As receitas da Segurança Social também mostram uma desaceleração, ao crescerem 4% em vez dos 5,4% do mês anterior.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)