Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia

CONTRABANDO AUMENTA

Uma generalizada fuga ao Fisco e o aumento do contrabando de tabaco e bebidas alcoólicas foram ontem denunciados pelos sindicatos dos Trabalhadores dos Impostos (STI) e da Função Pública.
20 de Novembro de 2003 às 00:00
Em conferência de imprensa, os sindicalistas disseram que "os meios de fiscalização ao dispor das alfândegas são cada vez menos, impossibilitando qualquer acção de fiscalização. A tão apregoada fiscalização cruzada ou em conjunto com outras entidades – Finanças e Polícia Judiciária – é pura miragem por falta de meios informáticos e viaturas. Não existe qualquer planeamento ou estratégia de intervenção aduaneira", acrescentou Miguel Vital, do sindicato da Função Pública.
José Moreno e Elsa Mendes, dos STI, criticaram a política económica do Governo, alegando que "está a instalar-se no País um autêntico estado de sítio na função pública". Miguel Vital referiu que a conjuntura económica que actualmente se vive é da exclusiva responsabilidade do Governo e não deve ser assacada apenas a causas externas."A quebra no consumo interno deve-se a dois factores: desemprego e baixos salários”, disse.
Ver comentários