Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
6

De positiva para estável: Agência Fitch revê em baixa perspetiva para evolução da dívida em Portugal

Rating de Portugal mantém-se dois níveis acima de lixo.
Jornal de Negócios 17 de Abril de 2020 às 21:59

Numa decisão surpresa, a Fitch anunciou esta noite o corte da perspetiva (outlok) para a evolução da dívida de longo prazo de Portugal, de positiva para estável. A agência tinha agendado para o dia 22 de maio uma possível decisão sobre a classificação e outlook da República, mas decidiu antecipar-se em mais de um mês.

Os relatórios sobre os ratings e perspectivas para as dívidas soberanas podem não ser publicados, uma vez que o calendário de eventuais revisões das notações soberanas é apenas indicativo. E também pode acontecer o que se viu hoje: se considerarem necessário, tendo em conta circunstâncias novas, as agências podem pronunciar-se fora das datas calendarizadas.

"A próxima avaliação de Portugal está agendada para 22 de maio, mas a Fitch considera que os desenvolvimentos no país justificam este desvio no calendário", refere a agência no relatório publicado esta sexta-feira, 17 de abril.

No passado dia 22 de novembro, a Fitch reiterou o rating de Portugal em BBB e manteve a perspetiva positiva. Hoje decidiu rever em baixa o outlook, mas manteve a notação do país no segundo nível acima de "lixo" (ou seja, num patamar de investimento de qualidade).

O corte da perspetiva significa que, em princípio, não estará para breve uma nova subida da classificação soberana.

A revisão deste outlook, diz a agência no seu relatório, "reflete o impacto significativo que a pandemia global de covid-19 está a ter na economia portugiesa e na situação orçamental do país. Este choque poderá interromper as anteriores melhorias de tendência ao nível do crescimento económico, do rácio da dívida pública face ao PIB e da resiliência do setor bancário".

Na Standard & Poor’s, o rating de Portugal está no mesmo nível que o da Fitch – só a canadiana DBRS coloca a notação portuguesa no terceiro nível acima de "junk".

 

A Moody’s é a agência que atribui a classificação mais baixa, de Baa3, que é o último grau do patamar de investimento de qualidade.

Muitos países têm visto os seus ratings e outlooks serem revistos em baixa pelas agências de rating devido ao impacto económico da pandemia de covid-19. Hoje, por exemplo, a DBRS cortou a perspetiva de França para negativa.

Quando vai haver mais análises este ano?

Moody’s
Baa3 com "outlook" positivo;
• 17 de julho

S&P
BBB com outlook positivo;
• 11 de setembro

DBRS
BBB Alto com "outlook" estável;
• 18 de setembro

Fitch
BBB com "outlook" positivo;
• 22 de maio (poderá ou não pronunciar-se, já que o fez hoje)
• 20 de novembro

Ver comentários