Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia

Familiares e amigos no último adeus a Pedro Queiroz Pereira

Missa de corpo presente em homenagem ao empresário foi celebrada por um padre amigo da família.
João Maltez 23 de Agosto de 2018 às 01:30
A filha mais velha do empresário, Filipa Rocha Paris, e uma das netas de Pedro Queiroz Pereira à saída dos Jerónimos
O adeus ao empresário teve lugar no Mosteiro dos Jerónimos
 José Maria Ricciardi
Manuel Vilarinho
Pedro Lamy
João Lagos
Pedro Santana Lopes
O adeus ao empresário teve lugar no Mosteiro dos Jerónimos
O adeus ao empresário teve lugar no Mosteiro dos Jerónimos
O adeus ao empresário teve lugar no Mosteiro dos Jerónimos
A filha mais velha do empresário, Filipa Rocha Paris, e uma das netas de Pedro Queiroz Pereira à saída dos Jerónimos
O adeus ao empresário teve lugar no Mosteiro dos Jerónimos
 José Maria Ricciardi
Manuel Vilarinho
Pedro Lamy
João Lagos
Pedro Santana Lopes
O adeus ao empresário teve lugar no Mosteiro dos Jerónimos
O adeus ao empresário teve lugar no Mosteiro dos Jerónimos
O adeus ao empresário teve lugar no Mosteiro dos Jerónimos
A filha mais velha do empresário, Filipa Rocha Paris, e uma das netas de Pedro Queiroz Pereira à saída dos Jerónimos
O adeus ao empresário teve lugar no Mosteiro dos Jerónimos
 José Maria Ricciardi
Manuel Vilarinho
Pedro Lamy
João Lagos
Pedro Santana Lopes
O adeus ao empresário teve lugar no Mosteiro dos Jerónimos
O adeus ao empresário teve lugar no Mosteiro dos Jerónimos
O adeus ao empresário teve lugar no Mosteiro dos Jerónimos
Familiares, amigos e personalidades do mundo dos negócios e da política despediram-se esta quarta-feira, em Lisboa, de Pedro Queiroz Pereira, participando numa cerimónia religiosa no Mosteiro dos Jerónimos.

A missa de corpo presente em memória do industrial, que faleceu aos 69 anos em Ibiza, Espanha, após um ataque cardíaco, foi celebrada por um padre amigo da família. Finda a cerimónia, o funeral seguiu para o cemitério dos Olivais, onde decorreu o último adeus ao empresário.

Pedro Queiroz Pereira, que pela sua ligação ao mundo do automobilismo ficou conhecido por ‘PêQuêPê’, era um dos homens mais ricos do País.

A sua fortuna estava estimada pela revista ‘Exame’ em 779 milhões de euros.
Ver comentários