Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
3

Idosos de Portugal serão o triplo dos jovens em 2080

Em pouco mais de sessenta anos, o País terá três milhões de pessoas com 65 ou mais anos.
Diana Ramos 1 de Abril de 2020 às 08:47
Idosos xxx
Idosos
Idosos
Algarve
Idosos xxx
Idosos
Idosos
Algarve
Idosos xxx
Idosos
Idosos
Algarve
Em pouco mais de sessenta anos, a população envelhecida em Portugal será o triplo da população jovem do País. Segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE), que analisa a evolução entre 2018 e 2080, em 62 anos o índice de envelhecimento em Portugal subirá dos atuais 159 para 300 idosos por cada 100 jovens.

O INE trabalhou vários cenários para a evolução da população, conjugando evoluções distintas da fecundidade, mortalidade e migrações. No cenário central, que tenderá a ser o mais próximo da realidade, "Portugal perderá população até 2080, passando dos atuais 10,3 milhões para 8,2 milhões de residentes". Assim, a "população ficaria abaixo do limiar de 10 milhões de habitantes em 2042 (9 978 226)". Na projeção mais pessimista, mantendo-se baixos os níveis de fecundidade e de saldos migratórios, a população pode atingir 6,1 milhões.

No cenário central, antecipa o INE, a população com menos de 15 anos diminuirá, entre 2018 e 2080, passando dos atuais 1,4 milhões para cerca de 1 milhão. Já a população com 65 ou mais anos passará de 2,2 para 3 milhões de residentes. "O número de idosos atingirá o valor mais elevado no início da década de 50, momento a partir do qual passa a decrescer.".

Quanto à população em idade ativa (dos 15 aos 64 anos) passará de 6,6 milhões em 2018 para 4,2 milhões em 2080.

Algarve mais jovem, Madeira passa Alentejo
O decréscimo de população não será transversal a todas as regiões: a região mais envelhecida será a Madeira (em 2018 era o Alentejo) e a menos envelhecida será o Algarve (em 2018 era os Açores). No Algarve, o índice de envelhecimento será de 204 idosos por cada 100 jovens. Na Madeira esse valor sobe para 429 idosos por cada 100 jovens.

Norte vai deixar de ser a região mais populosa em 2050
O decréscimo de população entre 2018 e 2080 "não será uma tendência transversal a todas as regiões", no cenário central, revela o INE. As exceções serão a Área Metropolitana de Lisboa e o Algarve. "Em consequência, a região Norte deixaria de ser a região com mais população residente no início da década de 50, passando a Área Metropolitana de Lisboa a ser a região mais populosa", conclui o INE.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)