Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
3

Líderes da União Europeia falham acordo orçamental

Líder do Conselho Europeu tentou segunda via mas reduziu ainda mais as verbas totais.
Diana Ramos 22 de Fevereiro de 2020 às 11:21
Charles Michel, presidente do Conselho Europeu
Charles Michel, presidente do Conselho Europeu FOTO: Lusa
Os líderes europeus voltaram esta sexta-feira a discutir as verbas do orçamento comunitário até 2027, mas o retomar da cimeira extraordinária do Conselho Europeu não durou mais de vinte minutos.

O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, apresentou nova proposta, reduzindo ainda mais o orçamento total, mas ‘oferecendo’ mais 4800 milhões de euros para a coesão e 4200 milhões para a agricultura. Modelo que não convenceu.

Depois de algumas reuniões separadas com o chamado grupo dos frugais, ou "forretas" nas palavras de António Costa -Holanda, Áustria, Dinamarca e Suécia - e com os "amigos da coesão" - no qual estão os pequenos países e com Costa e Sánchez à dianteira - Charles Michel tentou voltar a sentar os líderes europeus à mesa da negociação, com pouco sucesso.

A proposta inicial previa um orçamento para o período entre 2021 e 2027 de 1,074% do Rendimento Nacional Bruto: 1,094 biliões de euros. No documento levado esta sexta-feira, Charles Michel reduziu-o para 1,069%.

"A rejeição da proposta não pode ser surpresa, mas espero que signifique uma lição. Não se constroem consensos a partir de posições minoritárias", afirmou Costa no final da reunião.

PORMENORES
Brexit
A saída do Reino Unido abriu um ‘buraco’ de 75 mil milhões de euros no orçamento comunitário. Países maiores rejeitam contribuir mais.

30 horas
Nos dois dias da cimeira extraordinária, foram 30 as horas de negociação. Na quinta-feira, Charles Michel reuniu com cada país até às 06h30.

Só dão 1%
Mark Rutte, primeiro-ministro holandês, é o rosto dos ‘frugais’. Países mais ricos só querem contribuir com 1% do Rendimento Bruto.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)