Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia

Ministério das Finanças e MAI autorizam pagamento em atraso a bombeiros de combate a incêndios

Verba autorizada é superior a quatro milhões de euros.
Correio da Manhã 6 de Julho de 2020 às 15:40
Dirigentes afirmam que falha na disponibilização das verbas poderá pôr em causa efetivo disponível para combate aos incêndios florestais
Dirigentes afirmam que falha na disponibilização das verbas poderá pôr em causa efetivo disponível para combate aos incêndios florestais FOTO: Ricardo Ponte
O Ministério das Finanças e Ministério da Administração Interna autorizaram uma verba de 4.107.960 euros para o pagamento em atraso dos bombeiros de combate a incêndios. 

A transferência, informa o comunicado enviado pelo MAI, decorrerá ao longo da semana. 

De referir que o Correio da Manhã noticiou esta manhã a falta de pagamento deste valor ao Dispositivo Especial de Combate a Incêndios (DECIR) de junho. A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) justificava a falta de pagamento "em tempo útil" com a Covid-19.

O Ministério da Administração Interna tinha garantido este domingo que iria liquidar o valor "o mais depressa possível". 
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)