Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
3

Mota-Engil: Jorge Coelho recebeu 634 mil euros

Os 15 membros do conselho de administração da Mota-Engil receberam uma remuneração total de 4,4 milhões de euros em 2011, com o presidente executivo Jorge Coelho a destacar-se com o montante mais elevado.
20 de Março de 2012 às 13:48
Jorge Coelho auferiu 634 mil euros
Jorge Coelho auferiu 634 mil euros FOTO: Mário Cruz/Lusa

Segundo o Relatório sobre as práticas de Governo Societário 2011 da Mota-Engil, enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), Jorge Coelho auferiu um total de 634 mil euros no ano passado, dos quais 476 mil euros resultaram de componente fixa e 158 mil euros foram relativos à componente variável de participação nos lucros da empresa.

O 'chairman' (presidente não executivo) António Mota obteve uma remuneração de 626 mil euros, dos quais 476 mil euros respeitaram à componente fixa e 150 mil euros à participação nos lucros.

Seguiram-se as remunerações do vice-presidente Arnaldo da Costa Figueiredo e do vogal Ismael Antunes Hernandez Gaspar, que se destacaram como as 3.ªs mais elevadas do conselho de administração em 2011, ascendendo a 381 mil euros.

Gonçalo Moura Martins, também vice-presidente da Mota-Engil, auferiu 368 mil euros no ano passado, seguindo-se as vogais Maria Manuela Mota dos Santos, Maria Teresa Mota Neves da Costa e Maria Paula Mota de Meireles, cada uma com uma remuneração anual de 334 mil euros.

Luís Valente de Oliveira, António Lobo Xavier e António Manuel da Silva Vila Cova integram também o conselho de administração da Mota-Engil, enquanto vogais independentes, tendo em 2011 auferido um total anual de 35, 30 e 40 mil euros, respectivamente.

mota-engil jorge coelho rendimentos empresa administração
Ver comentários