Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
9

Navigator cancela pagamento de 99 milhões de euros em dividendos aos acionistas

Empresa tinha uma proposta para o pagamento de um dividendo de 13,94 cêntimos por ação, mas decidiu cancelar a remuneração aos acionistas para reforçar o balanço.
Jornal de Negócios 21 de Maio de 2020 às 09:50
Navigator
Navigator FOTO: Direitos Reservados

A Navigator decidiu cancelar o pagamento de 99 milhões de euros em dividendos aos acionistas, anunciou a companhia em comunicado, referindo ainda que o valor vai ser transferido para reservas livres. 

"O conselho de administração da Navigator decidiu também propor aos acionistas que os resultados líquidos referentes a 2019, no montante de 168 milhões de euros, fossem transferidos para reservas livres", refere o comunicado em que a empresa adianta ter decidido renovar, até ao final de junho, a redução parcial de produção de papel UWF e recorrer ao regime do lay-off simplificado durante o próximo mês.

Quando anunciou as propostas para a assembleia geral de 28 de maio, a fabricante de papel tinha revelado uma proposta de remunerar os acionistas com um dividendo de 13,94 cêntimos por ação, o que totaliza 99 milhões de euros.

A companhia já pagou este ano um dividendo de 13,94 cêntimos, através da distribuição de reservas livres.

"Por razões de prudência ante a evolução da situação e também por decorrência do recurso ao lay-off simplificado, é retirada a proposta relativa à aplicação de resultados a ser discutida na assembleia geral anual da sociedade agendada para dia 28 de Maio de 2020", refere a empresa na nota em que anuncia os resultados do primeiro trimestre (-38%).

Tendo em conta esta decisão de propor o cancelamento do pagamento do dividendo, a Navigator vai agora convocar uma nova AG que terá como ponto único "a aprovação de nova proposta de aplicação de resultados líquidos, a formular pela administração, no sentido de os mesmos serem integralmente aplicados na rubrica de reservas livres".

A Navigator é uma das cotadas portuguesas que remuneram os acionistas com os dividendos mais elevados. A remuneração deste ano tinha implícita uma rentabilidade de 6,1%. Somando o dividendo já pago em janeiro e o que foi agora cancelado, a Navigator iria entregar aos acionistas 200 milhões de euros, uma soma superior ao lucros obtidos em 2019.

Só dez empresas pagam no PSI-20

A Navigator junta-se assim a outras cotadas do PSI-20 que decidiram recuar na intenção de pagar dividendos devido ao efeito da pandemia na sua atividade. O BCP foi o primeiro a avançar nesse sentido, sendo que os CTT, a Sonae Capital e a Novabase também decidiram suspender a remuneração.

Outras cotadas, como a Jerónimo Martins, optaram por cortar o valor inicialmente proposto. Desta forma, são apenas 10 as empresas do PSI-20 que este ano deverão pagar dividendos. EDP Renováveis, EDP, Altri, Sonae, Galp e REN já pagaram ou têm data de pagamento agendada.

Corticeira Amorim, Semapa, Jerónimo Martins e Nos ainda não aprovaram as respetivas propostas em assembleia geral.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)