Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
1

Novo Banco desmente Francisco Louçã sobre compra da GNB Vida

Beneficário da aquisição da seguradora foi identificado.
Salomé Pinto 20 de Setembro de 2020 às 10:38
Francisco Louçã foi um dos políticos notados
Francisco Louçã foi um dos políticos notados FOTO: Vítor Mota
Depois de Francisco Louçã ter acusado o Novo Banco de não ter revelado o último beneficiário da compra da antiga seguradora GNB Vida, a instituição bancária enviou um comunicado às redações considerando a afirmação do antigo líder do BE “repetidamente falsa” e que “necessita ser desmentida, repudiada e esclarecida”.

O Novo Banco explica, na missiva, que “a idoneidade do comprador, o fundo APAX, foi aferida pelo regulador do setor segurador a Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões e confirmada em comunicado, tornado público a 10 de agosto de forma clara”.

A instituição, liderada por António Ramalho, acrescenta ainda que o fundo APAX, que comprou a seguradora herdada do antigo BES, “é regulado pela entidade reguladora britânica Financial Conduct Authority”, que identificou o “beneficiário efetivo do fundo de investimento comprador da GNB Vida”. O banco sublinha que a “informação do último beneficiário foi entregue ao Fundo de Resolução e ao ministro das Finanças”, João Leão, pelo que “não existe qualquer dúvida sobre o comprador da GNB, o seu beneficiário último”.

Não demorou muito até Louçã contra-atacar. “Agradeço ao Novo Banco o cuidado de confirmar o meu comentário”, disse o comentador político ao ‘Expresso’ para concluir que “Ramalho não deu essa informação ao Parlamento, apesar de instado, e agora vem afirmar que só o fez ao Fundo de Resolução e ao Ministério das Finanças”.
Ver comentários