Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia

Rendas caem 11,1% em Lisboa

Descida foi a “mais acentuada” da década porto Invicta abranda ritmo mas mantém subidas.
Correio da Manhã 16 de Outubro de 2020 às 08:40
Casas em Lisboa
Casas em Lisboa
As rendas das casas em Lisboa afundaram 11,1% de julho a setembro deste ano, quando comparado com o mesmo trimestre do ano passado. Trata-se da “descida mais acentuada” desde 2010, ano em que a Confidencial Imobiliário começou a compilar dados. Os efeitos da pandemia no mercado de arrendamento da capital são também visíveis se a análise for feita em cadeia, com um recuo de 3,9%. Tal representa o terceiro abrandamento consecutivo, ou seja, desde o início do ano que as rendas vêm caindo em Lisboa.

Um dos fatores que poderão explicar esta dinâmica será a entrada neste mercado de arrendamento tradicional de habitações que estavam antes destinadas a turistas, em alojamento local, contrariando assim a falta de estrangeiros e a quebra nas receitas dos proprietários.

A análise da Confidencial Imobiliário mostra ainda que as rendas no Porto continuam a subir, embora não a um ritmo tão acentuado, com uma “travagem muito expressiva”. No terceiro trimestre, a subida homóloga foi de 1,7%, o que compara com os 6,5% registados no balanço dos três meses anteriores. Já se a análise for feita em cadeia, o mercado do Porto “regista a primeira descida em cinco anos”, com uma quebra de 2,2%.
Lisboa Confidencial Imobiliário Porto Portugal APB economia negócios e finanças economia (geral)
Ver comentários