Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
1

Resposta do Governo aos efeitos do mau-tempo na região centro é insuficiente e desadequada, diz CAP

Confederação dos Agricultores de Portugal defede a utilização de medidas do Programa de Desenvolvimento Rural.
Lusa 8 de Julho de 2020 às 08:39
Agricultura
Agricultura FOTO: Getty Images
A Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) assegurou esta quarta-feira que as medidas do Governo para mitigar os impactos das intempéries que afetaram a região centro são insuficientes e desadequadas, defendendo a utilização de medidas do Programa de Desenvolvimento Rural.

"O Estado português não pode assumir, arbitrariamente, compromissos de milhares de milhões de euros para 'salvar' ou nacionalizar empresas e demitir-se de apoiar dignamente pequenos agricultores em situação de desastre, agricultores que produzem bens alimentares, exportam e criam riqueza no interior do país", vincou, em comunicado, a confederação liderada por Eduardo Oliveira e Sousa.

Em causa está uma tempestade de chuva, granizo e vento, que atingiu sobretudo, o Fundão, a Covilhã, Belmonte e Penamacor, no distrito de Castelo Branco, que dizimaram as culturas de primavera/verão deste ano, nomeadamente os pomares (cereja, pêssego, pereira, macieira, ameixeira, damasqueiro, figueiras) olival, vinha e hortas. As culturas de outono/inverno, como aveia, azevém, trigo e feno, e os cereais de primavera/verão (milho e sorgo) foram também afetados.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)