Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
9

Sogrape rejeita acusação da Autoridade da Concorrência de concertação de preços

Grupo diz que tem tomado medidas para "assegurar o estrito cumprimento das normas de direito da concorrência".
Lusa 4 de Julho de 2020 às 15:32
Carrinho de compras
Carrinho de compras FOTO: Getty Images
A Sogrape distribuição negou hoje a acusação da Autoridade da Concorrência de concertar preços de venda ao público, e diz que "a nota de ilicitude" da AdC corresponde apenas a uma possibilidade de vir a ser condenada.

"A Sogrape Distribuição esclarece que a nota de ilicitude corresponde, nos termos da Lei, apenas a uma possibilidade razoável de vir a ser proferida uma decisão condenatória pela AdC, e salienta que apenas terá agora a primeira oportunidade de responder às alegações", refere a empresa do Grupo em comunicado.

A Sogrape Distribuição, acrescenta a nota, "rejeita ter participado na contraordenação que a AdC lhe imputa, e confia que terá agora a oportunidade de clarificar a correta análise e interpretação dos factos".

A AdC anunciou hoje ter indícios de que Auchan, Modelo Continente e Pingo Doce "utilizaram o relacionamento comercial" com os fornecedores Sumol+Compal e Sogrape "para alinharem os preços" dos principais produtos daquele grupo.

O comunicado refere ainda que "todo o Grupo Sogrape pauta a sua atividade comercial pelo estrito cumprimento da Lei, tendo inclusivamente implementado programas de formação e compliance com vista a assegurar o estrito cumprimento das normas de direito da concorrência".

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)