Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
1

Vendas nos centros comerciais portugueses caem 6%

As vendas nos centros comerciais em Portugal recuaram 6 por cento no ano passado - face a igual período de 2011 - de acordo com os dados divulgados nesta quarta-feira pela Associação Portuguesa de Centros Comerciais (APCC).

23 de Janeiro de 2013 às 14:27
Os centros comerciais em Portugal contam com cerca de 9 mil lojas, responsáveis por 100 mil postos de trabalho diretos e mais de 200 mil indiretos
Os centros comerciais em Portugal contam com cerca de 9 mil lojas, responsáveis por 100 mil postos de trabalho diretos e mais de 200 mil indiretos FOTO: Miguel Veterano Júnior

Comparativamente ao ano de 2011, o número de visitantes dos centros comerciais recuaram 4,8 por cento, atenuando a quebra registada um ano antes, que foi de 5,7 por cento.

A APCC divulgou pela primeira vez nesta quarta-feira os índices de tráfego – visitantes - e de vendas nos centros comerciais, tendo 84 por cento dos associados da APCC respondido ao inquérito.

"Houve um paralelismo" em termos de evolução do tráfego e de vendas, já que ambos os índices registaram a primeira quebra trimestral nos últimos três meses de 2009, disse o presidente da associação, Sampaio de Mattos à agência Lusa.

Em 2010, o número de visitantes de centros comerciais cresceu 0,7 por cento e as vendas subiram 1,6 por cento, face ao ano anterior.

Em 2011, as vendas caíram 11 por cento e os visitantes recuaram 5,7 por cento.

No ano passado, "as quebras foram bastante menores", com as vendas a recuarem 6 por cento e os visitantes a diminuírem 4,8 por cento, "o que demonstra que há uma tendência positiva na evolução", acrescentou Sampaio de Mattos.

"Estamos a caminhar para que este ano - as quebras - sejam menores e em 2014 seja possível invertê-las", adiantou.

O responsável referiu ainda que a venda média nos centros comerciais por pessoa em 2012 foi superior a 2011, o que poderá ter sido impulsionado pelas "promoções e várias iniciativas" dos espaços comerciais.

Para Sampaio de Mattos, 2014 deverá ser o ano em que as vendas entram "em terreno positivo ou a começar a crescer", enquanto "2013 é para recuperar das perdas".

Segundo o presidente da associação, "estão criadas as condições no mercado global português e internacional para que as coisas comecem a melhorar no final deste ano".

Questionado sobre a razão pela qual o comércio a retalho nacional caiu 11 por cento até novembro de 2012, enquanto as vendas nos centros comerciais recuaram 6 por cento no ano passado, Sampaio de Mattos foi impreterível: "O comércio nos centros comerciais é melhor".

 


Os centros comerciais em Portugal contam com cerca de 9 mil lojas, responsáveis por 100 mil postos de trabalho diretos e mais de 200 mil indiretos.

No ano passado, o volume total de faturação do setor, excluindo supermercados e hipermercados, foi superior a cinco mil milhões de euros.

A APCC conta com 55 empresas associadas e 69 centros comerciais, 23 galerias comerciais ancoradas em hiper ou supermercados e 16 retail parks e factory outlet.

2012 quedas vendas centros comerciais portugueses caem 2011
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)