Barra Cofina

Correio da Manhã

Exclusivos
2

Juiz não autoriza buscas da PSP

A proposta feita ontem de manhã pela PSP do Seixal, ao juiz de turno do tribunal local, revestia-se da maior urgência. Eram necessários mandados de busca para cinco casas do bairro do Jamaica, no Fogueteiro, Seixal, onde residiam os suspeitos de, horas antes, terem emboscado a PSP a tiro e à pedrada. O magistrado não só não passou os documentos, como deu prioridade a outros julgamentos sumários que tinha para fazer.
15 de Novembro de 2009 às 02:00
A emboscada a tiro e à pedrada aos agentes da PSP da Divisão do Seixal, obrigou a que o Corpo de Intervenção fosse chamado ao bairro Jamaica
A emboscada a tiro e à pedrada aos agentes da PSP da Divisão do Seixal, obrigou a que o Corpo de Intervenção fosse chamado ao bairro Jamaica FOTO: Rui Minderico/A-gosto.com

Apesar de respeitada, a decisão do juiz foi de 'difícil digestão' para a PSP. A gravidade dos acontecimentos ocorridos pouco depois das 06h00 de ontem, no bairro do Jamaica, levou mesmo o intendente Bastos Leitão (comandante distrital da PSP de Setúbal), a assumir a resposta policial à desordem.

O bairro do Jamaica, um aglomerado de prédios degradados, que aloja imigrantes das ex--colónias portuguesas em África, tem uma perigosidade intermédia para a PSP, que lhe atribui a cor laranja numa escala com mais duas cores (amarelo e vermelho), que define o tipo de intervenção em caso de distúrbios.

A presença evidente de armas no bairro, comprovada pelo facto de duas patrulhas da esquadra da Cruz de Pau e uma Equipa de Intervenção Rápida do Seixal terem sido recebidas com uma saraivada de tiros de pistola e caçadeira, com pedradas pelo meio, levou à urgência da realização de buscas preventivas para a recuperação de armas de fogo.

Ao que o CM apurou, chegaram a ser feitas duas buscas, com autorização dos donos das casas, que não resultaram em apreensões. Nos distúrbios de ontem, que terão começado quando um cabo-verdiano, de 30 anos e residente na Quinta da Princesa, foi ferido por acidente com um tiro na omoplata, ficou ferido mais um jovem, de 22 anos, com um tiro de pistola na perna. Os dois estavam internados, ao final da tarde de ontem, nos hospitais Garcia de Orta, em Almada, e de São José, em Lisboa.

ANIVERSÁRIO COM TIROS PROVOCA CAOS

A madrugada de ontem já ia alta no bairro do Jamaica, no Fogueteiro, Seixal, quando uma festa de aniversário ali realizada saiu fora de controlo. Inúmeros disparos de armas de fogo para o ar levaram os moradores das ruas circundantes a chamar a PSP. Uma bala perdida atingiu um cabo-verdiano de 30 anos, morador na Quinta da Princesa, Cruz de Pau, momentos antes dos polícias entrarem no Jamaica. O dispositivo policial deparou-se ainda com mais um ferido: um jovem de 22 anos que, deliberadamente, terá sido atingido a tiro na perna. Quando assistiam os dois feridos, os agentes foram atacados, a tiro de pistola e caçadeira e à pedrada, por um grupo constituído por 20 a 30 elementos. Protegendo-se a tiro de shotgun, os agentes só dominaram a desordem após a chegada de reforços.

GUERRA DAR COR LARANJA AO BAIRRO JAMAICA

O CM tem noticiado episódios da guerra entre gangs da Quinta da Princesa, na Cruz de Pau, e do Jamaica, no Fogueteiro. A violência nos dois bairros, levou a PSP a classificá-los como 'bastante problemáticos'. O Departamento de Informações da PSP criou uma escala de três cores (amarelo, laranja, e vermelho) para definir a perigosidade dos bairros sociais nas áreas metropolitanas de Porto e Lisboa. A Quinta da Princesa está pintada a vermelho, sinónimo de precaução para a PSP. Ao ‘Jamaica’, a polícia deu a cor laranja. Perigo, mas com ‘abertura’ para a realização de policiamento de proximidade.

PORMENORES

TRÊS DETIDOS

Após várias horas a controlar os ânimos no bairro do Jamaica, a PSP prendeu três homens, moradores no bairro do Fogueteiro, Seixal, por injúrias e agressões à autoridade, e identificou outras duas pessoas. No entanto, nenhum dos suspeitos da emboscada a tiro e à pedrada foi apanhado.

C.I. SAIU ÀS 13H45

Por pedido do comandante distrital da PSP de Setúbal, deslocaram-se ao Jamaica cerca de 30 agentes do Corpo de Intervenção, que retiraram pelas 13h45.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)