Barra Cofina

Correio da Manhã

Famosos

António Manuel Ribeiro conta momentos de terror

Vocalista dos UHF foi vítima de uma fã obsessiva.
M.A. 3 de Janeiro de 2018 às 08:50
António Manuel Ribeiro
António Manuel Ribeiro, UHF
António Manuel Ribeiro fundou os UHF em Almada em 1978
António Manuel Ribeiro
António Manuel Ribeiro, UHF
António Manuel Ribeiro fundou os UHF em Almada em 1978
António Manuel Ribeiro
António Manuel Ribeiro, UHF
António Manuel Ribeiro fundou os UHF em Almada em 1978
Perseguições de carro, esperas à porta de casa, intimidações por telefonemas ou mensagens, ameaças de morte ou até de castração com ácido sulfúrico.

Durante vários anos, António Manuel Ribeiro, vocalista dos UHF, foi vítima de uma fã obcecada naquele que resultou no primeiro caso de stalking (perseguição obsessiva) julgado e condenado em Portugal.

A história, iniciada em 2003, está agora contada na primeira pessoa no livro ‘És Meu, Disse Ela’, um relato de quase uma década de terror vivido pelo músico de 63 anos.

Ana Cristina Fernandes foi condenada, em dois processos, a dois anos de prisão com pena suspensa, o último deles em janeiro de 2013, mas apesar de o pesadelo já ter terminado o músico diz que nunca mais voltou a ser o mesmo.

"Fiquei uma pessoa diferente e isolei-me muito. Ainda estou a dar pequenos passos para tentar sair disto. Viver desconfiado é terrível e eu não quero viver assim, mas deixei, por exemplo, de sair à noite, precisamente porque era de noite que aconteciam as perseguições e as esperas", desabafa ao CM António Manuel Ribeiro.

"Houve momentos de grande desespero e de convite à tragédia, mas graças à minha educação nunca respondi à violência com violência".
António Manuel Ribeiro Portugal És Meu Disse Ela UHF músico Ana Cristina Fernandes
Ver comentários