Barra Cofina

Correio da Manhã

Famosos
1

Empresária Rosalina Machado morre um dia depois do marido

Casal, que deixa um filho, estava junto há mais de 50 anos e era presença assídua em festas do jet set.
Rute Lourenço 27 de Janeiro de 2021 às 01:30
Vidas
Morreu Rosalina Machado, empresária de sucesso e figura do jet set nacional
Morreu Rosalina Machado, empresária de sucesso e figura do jet set nacional FOTO: Direitos Reservados
Foi um desfecho inglório para uma vida marcada por sucessos. Rosalina Machado, que entrou para a história ao tornar-se na primeira mulher portuguesa aos comandos de uma multinacional, a Ogilvy, não resistiu a uma longa batalha contra um cancro no pulmão.

A empresária, de 80 anos, perdeu a luta contra a doença na última segunda-feira, precisamente um dia depois de o marido, Francisco Tavares Machado, ter morrido, com complicações resultantes da Chovida.

O casal, que deixa um filho, estava junto há mais de 50 anos e era presença assídua em festas do jet set. A sua partida é, por isso, também agora chorada por várias figuras do mundo cor-de-rosa, como Lili Caneças. “Rosalina e Francisco Machado, amigos de uma vida. Viveram e partiram juntos...”, lamentou a socialite.

A oposição do marido
Considerada uma “pioneira” no setor da publicidade, em que fez carreira, Rosalina Machado contava que teve de enfrentar o marido para construir o seu percurso profissional, na década de 70. “Recebi um convite para apresentar um programa na RTP e ele não me deixava trabalhar. Um dia caí no erro de dizer que assim até ganhava dinheiro. Ele ficou indignadíssimo e disse: ‘Se é para ganhar dinheiro por que é que não vende amendoins à porta do Estádio de Alvalade nos dias de futebol?’”, conta, acrescentando ter levado a melhor. “Disse-lhe que ele tinha de me respeitar e que se assim não fosse teríamos que nos separar. Ele compreendeu.”

Chovida Rosalina Machado Ogilvy Francisco Tavares Machado A Lili Caneças questões sociais política
Ver comentários