Barra Cofina

Correio da Manhã

Famosos
4

Famosos deixam de trabalhar com a Prozis após fundador assumir ser contra o aborto

Empresário escreveu nas redes sociais que a "natureza está a curar-se" e que "voltaram a ganhar os direitos nos EUA".
Correio da Manhã 28 de Junho de 2022 às 11:36
Vidas
Miguel Milhão, Prozis
Miguel Milhão, Prozis
Miguel Milhão, o fundador da Prozis, está envolvido numa polémica após assumir ser contra o aborto nas redes sociais. O empresário escreveu nas redes sociais que "os bebés voltaram a ganhar os direitos nos EUA" e que a "natureza está a curar-se", na sequência da decisão do Supremo Tribunal dos Estados Unidos de revogar a lei que garantia o direito ao aborto.

A publicação, feita este domingo, gerou muitas críticas e os famosos já se manifestaram. Várias personalidades que faziam publicidade à Prozis assumiram publicamente deixar de colaborar com a reconhecida marca portuguesa.

As atrizes Marta Melro e Diana Monteiro 
que eram embaixadoras da Prozis, já informaram os seguidores que terminaram a ligação com a marca de suplementos alimentares.

Rita Belinha, repórter da RTP, também já concluiu a parceria com a Prozis. "Para mim isto não é uma questão de opinião. Isto, para mim, é como trabalhar com um racista ou um homofóbico. Não muda muito", escreveu.

publicação do empresário está a causar uma onda de choque nas redes sociais. Devido a todas as reações negativas, a marca bloqueou a possibilidade de se escreverem comentários nas publicações do Instagram.

Miguel Milhão fundou a Prozis em 2006. Desde então, a marca é lider na área do retalho da nutrição desportiva e é uma das maiores lojas de nutrição desportiva da Europa.

Prozis Miguel Milhão EUA Supremo Tribunal dos Estados Unidos questões sociais aborto
Ver comentários
}