Barra Cofina

Correio da Manhã

Famosos
7

Horta Osório pede desculpa por traição

Banqueiro mostra-se "profundamente arrependido" aos funcionários do Lloyds.
Pedro Zagacho Gonçalves 24 de Agosto de 2016 às 09:43
Horta Osório enviou uma mensagem aos funcionários do Lloyds Bank sobre o escândalo
António Horta Osório e Ana juntos no funeral da mulher de Durão Barroso, Margarida Sousa Uva
Banqueiro português é um dos homens mais poderosos do mundo
Horta Osório é casado e pai de três filhos,
O banqueiro presidente do Lloyds Bank posa ao lado da esposa Ana num evento do Estoril Open que decorreu em 2011
Horta Osório é casado há 25 anos com Ana, dona de um spa em Lisboa. Terá conhecido Piatt em 2012 durante um jantar
Horta Osório enviou uma mensagem aos funcionários do Lloyds Bank sobre o escândalo
António Horta Osório e Ana juntos no funeral da mulher de Durão Barroso, Margarida Sousa Uva
Banqueiro português é um dos homens mais poderosos do mundo
Horta Osório é casado e pai de três filhos,
O banqueiro presidente do Lloyds Bank posa ao lado da esposa Ana num evento do Estoril Open que decorreu em 2011
Horta Osório é casado há 25 anos com Ana, dona de um spa em Lisboa. Terá conhecido Piatt em 2012 durante um jantar
Horta Osório enviou uma mensagem aos funcionários do Lloyds Bank sobre o escândalo
António Horta Osório e Ana juntos no funeral da mulher de Durão Barroso, Margarida Sousa Uva
Banqueiro português é um dos homens mais poderosos do mundo
Horta Osório é casado e pai de três filhos,
O banqueiro presidente do Lloyds Bank posa ao lado da esposa Ana num evento do Estoril Open que decorreu em 2011
Horta Osório é casado há 25 anos com Ana, dona de um spa em Lisboa. Terá conhecido Piatt em 2012 durante um jantar

Horta Osório vai pedir desculpa pela alegada traição com Wendy Piatt em Singapura, após o escândalo que abalou o Reino Unido, o casamento do banqueiro com Ana e o Lloyds Bank.

Ainda esta quarta-feira, o português deverá emitir uma nota dirigida a todos os 75 mil funcionários da instituição bancária que dirige, em que vai exprimir "profundo arrependimento" por qualquer dano que o caso tenha causado à reputação do banco.

De acordo com a Sky News, Horta Osório vai assumir o impacto da revelação pública da traição com a antiga conselheira de Tony Blair, mas recordar que se trata de um assunto privado e que está determinado em guiar a instituição durante este período mais conturbado para o setor bancário inglês (após a luz verde ao ‘Brexit’).

Após o jornal britânico The Sun revelar a alegada viagem romântica de Osório com Piatt a Singapura, onde ficaram num hotel de cinco estrelas, as contas e despesas do banqueiro foram passadas a pente fino, para apurar se os dias passados em massagens e spa foram declarados como despesas da empresa.

"Não houve violação da nossa política e as despesas pessoais são pagas pelo António", disse o chairman do Lloyds em comunicado, referindo que o presidente executivo "continua comprometido com a estratégia do grupo e o banco".

António Horta Osório é casado há 25 anos com Ana, dona de um spa em Lisboa. Quanto à alegada amante, Wendy Piatt, os dois ter-se-ão conhecido durante um jantar em 2012. Em 2013, o CEO do Lloyds Bank lançou um código de conduta dentro da empresa para todos os seus empregados, em que foi pedido que moderassem o comportamento, como se atuassem perante a família e amigos.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)