Barra Cofina

Correio da Manhã

Insólitos
5

Britânico ataca criança que o derrotou no jogo 'Call of Duty'

O britânico Mark Bradford, um desempregado de 46 anos, foi 'morto' durante um jogo de 'Call of Duty' e, revoltado com as provocações do adversário, foi a sua casa e agrediu-o. Acontece que o jogador que o derrotou no famoso jogo de guerra 'on-line' era um miúdo de 13 anos, que não ganhou para o susto quando um homem furioso entrou em sua casa, agarrou-o pelo pescoço e ameaçou sufocá-lo.
30 de Setembro de 2011 às 15:39
Jogo de guerra deu origem a comportamento violento
Jogo de guerra deu origem a comportamento violento FOTO: D.R.

Em tribunal, Bradford alegou que a agressão não foi premeditada. "Tinha passado o dia todo a jogar e ele passava o tempo a perseguir-me e não se calava. Acabei por ficar furioso e, num momento de loucura, fui a casa dele, mas nem sabia bem o que ia fazer."

O adolescente, não identificado, confessa que brincou com o adversário depois de o derrotar, mas disse não perceber a reacção violenta.

O tribunal ficou a saber que Bradford só largou o pescoço do miúdo quando a mãe chegou e, em pânico, agarrou os braços do agressor. "É patético ver um adulto atacar uma criança indefesa desta maneira. Quem não consegue aceitar perder com uma criança não devia jogar", afirmou.

Call of Duty Jogo Online Jogo de computador Jogo de vídeo Reino Unido
Ver comentários