Barra Cofina

Correio da Manhã

Insólitos
4

Influencer faz sexo com o marido em frente ao filho e defende que "é natural"

Artista, de 30 anos, dá vários conselhos sobre a vida sexual e gerou grande polémica ao revelar que considera o que faz "natural".
Correio da Manhã 10 de Agosto de 2020 às 12:57
Sally Mustang e o marido
Sally Mustang e o marido FOTO: DR

Sally Mustang e o Marido, Mitch Gobel, ambos de 30 anos, são um casal australiano e trabalham como influencers, modelos e artistas em Nova Gales do Sul. Sally, artista plástica, conta com mais de 320 mil seguidores nas redes sociais, que acompanham o estilo de vida despreocupado, livre e ‘hippie’ da australiano, do marido e do filho de ambos, Azure SItara, de 5 meses. Acontece que a mulher está envolta em polémica depois de ter revelado, este domingo, que faz sexo com o marido em frente à criança, prática que defendeu como "natural".

Sally publicou uma fotografia nas redes sociais, alegadamente captada depois depois de ter feito sexo com Mitch, onde se mostra nua com o companheiro e o filho. Na legenda da fotografia Sally explicou que tem por hábito "fazer amor" com o marido quando o filho está no mesmo quarto. "Porque é que algo que é tão natural teve um limite desenhado pela sociedade, que o tornou inaceitável?", questiona a australiana.

A publicação depressa se tornou viral pelas piores razões, com milhares de seguidores da jovem a criticar a prática descrita por Sally, e a defender que o sexo deve ser "um tópico adulto" e que normalizar a presença da criança no mesmo espaço onde decorrem as relações sexuais dos pais, "pode ter consequências no seu desenvolvimento e educação".

"Imagina que ele chega ao pé de ti com oito anos e diz que está preparado para iniciar a sua vida sexual, porque a sexualidade é um tema tão aberto em tua casa", questiona uma seguidora. Devido à polémica e aos insultos de que foi alvo, Sally apagou a publicação e, esta segunda-feira explicou-se e pediu desculpa a quem possa ter ofendido. 

"Eu trabalhei e estudei a temática do sexo, dos traumas sexuais. De forma alguma estou a sujeitar o meu filho a qualquer coisa, mas se algum de vocês tem uma história difícil ou traumática sobre sexualidade, tenho pena que vos tenha acontecido e envio-vos todo o amor do meu coração. Percebo que as vossas projeções sejam profundas e julgamentos à minha pessoa", começa por escrever Sally, descartando as críticas.

A australiana explica depois que não está em causa obrigar o bebé a ver os pais a fazerem sexo. "Quando eu disse fazer amor, é também beijos e carícias, massagens, tudo o que eu e o Mitch definimos como amor. Quando disse que o Azure está presente, quis dizer que está a dormir, no outro lado da cama (Quantos novos pais não fizeram isso? Beijarem-se e trocarem carícias com bebé a dormir ao lado), ou a brincar no tapete enquanto nos estamos no sofá. A nossa casa não tem divisões, por isso basicamente é um quarto gigante. Nós não o sentamos em frente a nós e obrigamo-lo a ver! O que eu queria dizer era que o amor livre deve ser partilhado com todos de forma livre, nos devemos poder tocar e beijar os que amamos com liberdade", defendeu Sally.

sexo sexualidade Sally Mustang influencer bebé redes sociais internet Mitch Goberl Austrália
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)