Barra Cofina

Correio da Manhã

Insólitos
5

Mãe de 51 anos grávida do terceiro filho diz não estar preparada para o fim da maternidade

Britânica tem dois filhos gémeos adolescentes e prepara-se para receber o terceiro bebé com o marido de 68 anos.
3 de Junho de 2019 às 08:44
Helen Gration
Helen Gration
Harry, marido de Helen Gration
Helen Gration
Helen Gration
Harry, marido de Helen Gration
Helen Gration
Helen Gration
Harry, marido de Helen Gration
Helen Gration, uma mulher britânica de 51 anos, está a desafiar as probabilidades. A mãe de dois adolescentes gémeos, já na universidade, não gostou da ideia de ter 'o ninho vazio' e, por isso, decidiu engravidar apesar da sua idade e do marido Harry, de 68 anos. 

Helen da cidade de York, Inglaterra, está agora grávida de 20 semanas e aguarda o nascimento do terceiro filho em outubro.

"Tudo o que eu conseguia pensar era: eu não estou pronta para que a maternidade termine. Eu não terminei. Quero começar de novo", disse ao jornal britânico Sunday Telegraph.

A britânica considera que a gravidez não é uma coisa só de mulheres na faixa etária dos 30 anos e quer encorajar outras a engravidar caso assim o queiram.

A luta pela gravidez começou no final de 2017. Helen queria ter um terceiro filho e consultou um médico especializado. Este disse-lhe que tal seria possível, mas não com seus próprios óvulos.

Em janeiro de 2018, o casal começou a sua procura por uma dadora de óvulos. Ao ver-se limitada pela legislação britânica que impede mulheres com mais de 51 anos a fazerem tratamentos de fertilização, Helen rumou ao Chipre com o marido e ali fez a fertilização in vitro.

12 semanas depois, o casal recebeu a notícia de que o tratamento tinha sido bem sucedido e esperavam um bebé saudável.

Helen afirma que se manterá ativa e saudável para poder acompanhar o terceiro bebé até à vida adulta. 

Helen Gration York Sunday Telegraph Harry Inglaterra Chipre saúde saúde