Barra Cofina

Correio da Manhã

Insólitos
4

Papagaio dá o alerta e evita assalto

Mulher acordou com aviso do animal e atacou o ladrão. Coragem acabou recompensada.
2 de Junho de 2020 às 11:39
O papagaio Charlie avisou a dona da presença de um intruso em casa
O papagaio Charlie avisou a dona da presença de um intruso em casa
O papagaio Charlie avisou a dona da presença de um intruso em casa
O papagaio Charlie avisou a dona da presença de um intruso em casa
O papagaio Charlie avisou a dona da presença de um intruso em casa
O papagaio Charlie avisou a dona da presença de um intruso em casa
O papagaio Charlie avisou a dona da presença de um intruso em casa
O papagaio Charlie avisou a dona da presença de um intruso em casa
O papagaio Charlie avisou a dona da presença de um intruso em casa
O papagaio Charlie avisou a dona da presença de um intruso em casa
O papagaio Charlie avisou a dona da presença de um intruso em casa
O papagaio Charlie avisou a dona da presença de um intruso em casa

Um herói de penas verdes está a dar que falar no Reino Unido. Charlie, um papagaio-comum domesticado, detetou que um ladrão havia entrado na casa da sua dona e avisou-a. O alerta da ave permitiu que Emma Dazeley, de 41 anos, acordasse e impedisse o assalto em Monmouth, Gales do Sul.

Em tribunal, no julgamento do ladrão, foi contado como o papagaio evitou que o assalto se concretizasse. Uma noite, Emma acordou com Charlie a palrar no seu quarto e estranhou. Pé ante pé, a mulher saiu do quarto e verificou que, no piso térreo da casa, estava um intruso a vasculhar os seus pertences.

Cheia de coragem, Emma resolveu confrontar o ladrão, que antes já tinha assaltado outras duas casas. Surpreendido, o criminoso derrubou-a e tentou fugir pelas traseiras da casa, com Emma em perseguição. A galesa agarrou e puxou o ladrão, acabando por conseguir recuperar alguns dos bens que o ladrão levava no saco e conseguiu ver a cara deste. Apesar do ladrão ter fugido, foi este episódio que permitiu à polícia identificar o culpado como Jake Fletcher, de 24 anos.

O homem acabou condenado a dois anos de prisão e Emma, pela coragem que a inglesa e o seu papagaio demonstraram, recebeu uma recompensa de 560 euros. Emma estava a planear usar o dinheiro para comprar um petisco para a sua ave de estimação, mas acontece que Charlie fugiu de casa há alguns dias. Emma admite que está “destroçada”. “Tinha-o há 6 anos e, apesar de não saber falar, fazia-me muita companhia. Foi o barulho dele que me salvou naquela noite. É o meu herói e quero muito tê-lo de volta. Peço encarecidamente que, se alguém o encontrar, me devolvam o meu querido Charlie”, termina.

Reino Unido Emma Dazeley Charlie Monmouth Gales do Sul crime lei e justiça crime política autoridades locais
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)