Barra Cofina

Correio da Manhã

Insólitos
1

Polícia faz sexo oral a colega no carro-patrulha enquanto estão ao serviço

GPS dos veículos trama agentes que mantinham encontros sexuais em segredo.
Correio da Manhã 26 de Setembro de 2020 às 08:49
Zoe e Andrew foram alvo de processo disciplinar
Zoe e Andrew foram alvo de processo disciplinar
Zoe e Andrew foram alvo de processo disciplinar
Zoe e Andrew foram alvo de processo disciplinar
Zoe e Andrew foram alvo de processo disciplinar
Zoe e Andrew foram alvo de processo disciplinar
Zoe e Andrew foram alvo de processo disciplinar
Zoe e Andrew foram alvo de processo disciplinar
Zoe e Andrew foram alvo de processo disciplinar

Dois polícias da Gwent, no País de Gales, Reino Unido, foram afastados da força policial após se ter descoberto que mantinham relações sexuais um com o outro quando estavam em serviço. Zoe Philips, de 32 anos, terá feito sexo oral ao colega de esquadra, Andrew Perry, de 35 anos, durante o trabalho num carro-patrulha.

Segundo o Daily Star, os dois foram ‘tramados’ pelo GPS dos carros da polícia onde seguiam, que mostraram o encontro entre os dois na mesma área, sem motivo profissional aparente.

Os dois agentes foram alvo de um processo disciplinar por má-conduta profissional, após uma denúncia anónima que terá partido da força policial onde os dois agentes trabalhavam. A polícia, mãe de uma criança, terá também enviado selfies de cariz sexual e sensual  a Perry, casado com outra agente da polícia que presta serviço na mesma esquadra.

Andrew Perry confessou "carícias intensas" trocadas pelos dois e admitiu que a colega de profissão lhe fez sexo oral. Os dois combinavam um ponto de encontro e seguiam, nos carros da polícia, até zonas remotas, onde os encontros sexuais teriam lugar.

Foi decidido que os dois seriam afastados da polícia e proibidos de voltarem a prestar serviço em qualquer força policial.