Barra Cofina

Correio da Manhã

Insólitos
8

Sorri no trabalho? Então tem tendência para beber mais álcool

Estudo inquiriu 1592 trabalhadores relativamente às suas emoções e à quantidade de álcool que ingerem depois do trabalho.
11 de Abril de 2019 às 09:06
Álcool
Álcool
Álcool
Álcool
Álcool
Álcool
Álcool
Álcool
Álcool
Um estudo americano concluiu que empregados que trabalham com um sorriso no rosto têm tendência a beber muito.

De acordo com a investigação, as pessoas que têm profissões que exigem maior controlo de emoções, como enfermeiros ou trabalhadores de call centers, têm de fingir um sorriso ao longo do dia de trabalho. Quando chegam a casa podem desinibir-se e descomprimir.

Segundo o estudo, realizado pela Pennsylvania State University e pela University at Buffalo, nos EUA, "fingir e reprimir emoções com os clientes está relacionado com o consumo de bebidas depois do trabalho", explica Alicia Grandey, professora de psicologia e líder da investigação.

A professora diz que "quanto mais uma pessoa tem de controlar as emoções no trabalho, menos capacidade tem de controlar a ingestão de álcool" depois do horário laboral.

Neste estudo os investigadores recolheram 1592 entrevistas, por telefone, a trabalhadores dos EUA. Os funcionários foram questionados sobre a frequência com que fingiam ou reprimiam emoções e também sobre a quantidade de álcool que bebiam depois do trabalho.

Os resultados, publicados no Journal of Occupational Health Psychology, mostraram que aqueles que fingem emoções têm tendência a beber mais.

Alicia Grandey refere que "a relação entre o fingimento de emoções e o beber depois do trabalho foi mais forte nas pessoas que são impulsivas ou que não têm controle pessoal sobre os seus comportamentos no trabalho".

A investigação concluiu ainda que as pessoas que trabalham diretamente com os clientes bebem mais do que as pessoas que não o fazem.
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)