Barra Cofina

Correio da Manhã

Mais CM
1

Direito de retificação da Igreja Adventista

Direito de retificação relativo à notícia “Pastor adventista viola filha de fiéis da igreja”.
22 de Junho de 2021 às 22:50
“Na sequência da notícia do Correio da Manhã de 22 de junho de 2021 [“Pastor adventista viola filha de fiéis da igreja”] vem a Igreja Adventista esclarecer os pontos abaixo e pedir a devida retificação das informações prestadas.

1. A União Portuguesa dos Adventistas do Sétimo Dia cessou o vínculo vocacional da pessoa em causa em 2014, em data muito anterior à queixa que iniciou este processo, não sendo as razões que a ela levaram conhecidas na altura.

2. Os motivos que conduziram ao término deste vínculo relacionaram-se com uma avaliação negativa quanto ao nível exigível a um Ministro do Culto em diversas áreas da sua ação pastoral.

3. A União Portuguesa dos Adventistas do Sétimo Dia lamenta ver o nome da Igreja Adventista do Sétimo Dia em Portugal mais uma vez associado a este caso.

4. Na notícia do Correio da Manhã de 22 de junho, o título de capa refere “Pastor Adventista viola filha de fiéis de igreja”, o que sugere que a pessoa em causa era pastor à data do ocorrido. Tal não é verdadeiro. O próprio Correio da Manhã já noticiou acontecimentos anteriores usando corretamente a expressão “ex-Pastor”.

5. O corpo da notícia não refere, também, que a pessoa em causa já não era Ministro do Culto à data deste facto.

6. Pedimos que tais informações sejam retificadas, repondo a verdade.

7. A Igreja Adventista lamenta profundamente que estes acontecimentos tenham ocorrido e tenham provocado o sofrimento das pessoas e famílias envolvidas, pelo que continuará a prestar o apoio moral e espiritual que as mesmas sintam como necessário à sua restauração.”

Paulo Sérgio Macedo

Ver comentários