Barra Cofina

Correio da Manhã

Mais CM

Direito de Resposta de Michel Canals

A propósito da notícia 'Dinheiro de Vara em paraísos fiscais. Banqueiro suíço confessa ter recebido fortuna em numerário'.
18 de Junho de 2021 às 01:30
No passado dia 10 de junho de 2021 este jornal publicou um artigo com o título, "Recebi dinheiro em numerário do Vara".

O texto da notícia padece de várias referências de facto erróneas e inverídicas, facilmente desmentidas pelo acesso às declarações por mim prestadas em audiência de julgamento no processo 9152/21.5T8LSB, que corre termos pelo Juízo Central Criminal de Lisboa.

Assim, em primeiro lugar, para além de lapsos manifestos e incompreensíveis no que respeita à minha identificação — pois esclareci que tenho 62 e não 68 anos, que estou reformado e não desempregado... - relatam-se outras partes do meu depoimento que não correspondem ao que foi dito, tais como:

(1) "Assumiu ter recebido dinheiro em numerário de Armando Vara e tê-lo-á transferido mais tarde para paraísos fiscais", quando nunca disse que foram feitas transferências para "paraísos fiscais";
(II) "E foi exatamente a falta de descrição que levou a que o dinheiro tivesse de sair do banco suíço", quando nunca disse que o dinheiro saiu da Suíça;
(III) "Canals confirmou que se reuniu muitas vezes com o ex-governante, mas a pressão mediática e as investigações sucessivas obrigavam a que as quantias fossem camufladas", quando disse que me reuni algumas mas não muitas vezes e nunca referi que as contas tivessem de ser "camufladas";
(IV) "Francisco Canas, o dono de uma casa de câmbios em Lisboa, que não tinha residência fiscal em Portugal", quando o que disse foi que a beneficiária da sociedade titular da conta não tinha residência fiscal em Portugal;
(V) "O dinheiro era depois transferido para a UBS e depois disso para offshore", quando nunca disse que tenha existido qualquer transferência para contas em praças offshore;
(VI) "Começaram a abrir contas em paraísos fiscais, as contas numeradas já não eram secretas", quando nunca disse que tinha sido aberta qualquer conta bancária em paraísos fiscais.

Michel Raymond Canals
Ver comentários