Barra Cofina

Correio da Manhã

Mais CM
7

Direito de resposta da Sinapol

Referente à notícia "Sindicalistas com 36 mil dias de folga".
17 de Novembro de 2018 às 01:30
"A notícia publicada nas edições em papel e online do CM de 15 de Novembro, com o título "Sindicalistas com 36 mil dias de folga", quantifica erradamente o número de dias de atividade sindical (designação correta e legal), assim como erradamente quantifica o número de associados do Sinapol, como tendo apenas 674 sócios, facto que não corresponde de todo com a realidade representativa do Sinapol na PSP. Identificar um dos sindicatos mais representativos da PSP, como é o caso do Sinapol, como um sindicato com apenas os referidos cerca de seiscentos associados, descredibiliza esta estrutura sindical, consubstanciando danos evidentes ao seu bom nome, prestígio e devida consideração.

Quanto ao suposto uso de 36 000 dias de ausência para atividades sindicais, importa aclarar que, pela consulta do último Balanço Social da PSP (2017), designadamente o ‘Quadro 33’, nas ‘Outras’ ausências ao serviço, apenas estão contabilizadas 24 381 ausências, as quais comportam não apenas as ausências por atividade sindical, como outras faltas devidamente justificadas. Salienta-se que o autor da notícia em nenhum momento consultou o Sinapol, para o confrontar com estes dados e deste modo permitir que fossem em tempo corrigidos pelos que são efetivamente os reais números. Em conclusão, evidenciamos que o Sinapol representa cerca de 3 000 homens e mulheres polícias, agentes, chefes e oficiais de Polícia, é um dos maiores sindicatos da PSP e tem sido um dos 3 sindicatos de PSP a quem é reconhecida a representatividade necessária para estar presente em negociações com o Ministério da Administração Interna".

Armando Ferreira, presidente do Sindicato Nacional de Polícia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)