Barra Cofina

Correio da Manhã

Mais CM
7

Direito de Resposta de Diana Pais

A propósito da notícia 'Militar da GNR agride e aterroriza enteada na Feira'.
20 de Junho de 2021 às 01:30
Na sequência da notícia publicada a 21 de maio deste ano, com o título ‘Militar da GNR agride e aterroriza enteada’, recebemos o seguinte direito de resposta:

“Sem prejuízo de, em sede apropriada, se requerer a avaliação do cumprimento do Estatuto e Código Deontológico a que a jornalista em causa está obrigada, bem como a ponderação de outras medidas que ao caso couberem, Diana Pais, a bem da verdade e tendo em vista proteger a sua honra e consideração pessoais, e bem assim, a imagem pública da força de segurança – GNR – de que orgulhosa e altivamente faz parte, esclarece que, os factos noticiados não correspondem à verdade, seja porque, está a ser vítima de selvática injustiça, gratuita e descarada, protagonizada por pessoas calculistas e manipuladoras, que sem escrúpulos, se escudam numa criança para levar a cabo os seus intentos vingativos, seja porque, se presume, e é, inocente, até trânsito em julgado da decisão que vier a ser proferida no processo em causa. Esclarece, ainda que, no exercício legítimo do seu direito de defesa, requereu, no âmbito do mencionado processo, Abertura de Instrução. Repudiando, ainda, veemente o noticiado, porquanto, os alegados factos em nada se relacionarem com a sua conduta profissional, nem com a instituição militar à qual pertence.”

Sónia Santiago, advogada

Diana Pais GNR crime lei e justiça questões sociais política economia negócios e finanças media
Ver comentários