Barra Cofina

Correio da Manhã

Mais CM
5

Direito de Resposta do Ministério dos Negócios Estrangeiros

A propósito da notícia publicada no CM de 20/11/2020, sobre “derrapagem” de obras do Estado e “desvios nas obras públicas”.
27 de Novembro de 2020 às 01:30
A propósito da notícia publicada no CM de 20/11/2020, sobre “derrapagem” de obras do Estado e “desvios nas obras públicas”, em que se dá um destaque especial às “derrapagens na Secretaria-Geral do Ministério dos Negócios Estrangeiros”, publicamos o seguinte Direito de Resposta do ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva:

“Não corresponde à verdade – pelo contrário – a referência ao desvio de 49,3% (330 538,77 € em 606 900 €) numa obra do MNE (não identificada no artigo, mas que corresponde à 1ª fase da recuperação do Convento do Sacramento). O Relatório 2/2020 Audit. 1ª Secção do Tribunal de Contas, onde consta a informação de que, na obra em questão, foram executadas “obras a mais” no valor de 300 538,77 €, faz preceder essa informação de uma outra sobre o valor abatido de 332 503,10 €, correspondente a “trabalhos a menos”, pelo que o que existiu não foi um “desvio” de mais de 300 mil €, mas um saldo positivo de 31 964,33 €.

Uma leitura atenta dos textos e dos quadros 31 e 32 desse relatório e um pedido de esclarecimentos aos MNE teriam evitado a veiculação de uma notícia que, além de não corresponder à verdade, omite o facto de a boa gestão do MNE ter, nesta obra em concreto, resultado num saldo positivo”. n

Augusto Santos Silva Ministro dos Negócios Estrangeiros

Ver comentários