Barra Cofina

Correio da Manhã

Mais CM
5

Ex-diretor jurídico do Benfica nega acompanhantes

Referente à notícia: "Fruta de 200 euros no Benfica".
21 de Setembro de 2018 às 01:30
A propósito da notícia publicada esta quinta-feira no CM sob o título "Fruta de 200 euros no Benfica", recebemos de Paulo Gonçalves o seguinte Direito de Resposta:

"Há limites para a mentira e para a calúnia. Cumpre esclarecer que nunca Nuno Cabral fez qualquer "acompanhamento das equipas de arbitragem" e que os convites solicitados ao ora signatário com acesso à dita "discoteca" não são mais do que convites para o Piso 1 do Estádio da Luz com acesso ao Vip Lounge aí localizado.

Como o CM bem sabe, até pela investigação que já fez e pela reportagem que publicou a 16 de dezembro de 2017, é falso que alguma vez tenha havido ou sido pedidos "serviços de prostitutas" ou de quaisquer "acompanhantes", o que dolosa e propositadamente foi omitido pelo CM nesta reportagem de 20 de Setembro de 2017.

Nessa reportagem as ditas "acompanhantes" foram ouvidas e afirmaram perentoriamente não conhecer Paulo Gonçalves, nem saberem de quem se tratava.

Sabendo que é falsa a notícia que fez, não obstante o CM opta por continuar a lançar lama sobre as pessoas e ofendê-las na sua honra, imagem e dignidade.

Responderá o CM em processo-crime a apresentar de imediato".
Ver comentários