Barra Cofina

Correio da Manhã

Mais CM
9

FAMOSOS: ELES TAMBÉM SOFRERAM

Tiveram pé boto, lutaram para suplantar a doença e chegaram ao estrelato. Do futebol americano ao cinema, existem muitos exemplos de coragem.
31 de Agosto de 2003 às 00:00
Em meados dos anos 90, os Estados Unidos ganharam um ídolo à escala nacional: Troy Aikman. O nome diz pouco aos portugueses mas do outro lado do Atlântico, os milhões de espectadores que todos os domingos se sentavam em frente ao televisor a comer hambúrgueres e a beber cerveja, enquanto assistiam a mais um encontro de futebol americano, não o esquecem. ‘Quarterback’ dos Dallas Cowboys, Aikman funcionava enquanto estratega da equipa, umas vezes organizando jogadas e fazendo passes de mestre, outras penetrando pela defesa adversária com velocidade e espírito de conquista, para mais um electrizante ‘tochdown’ (equivalente ao ensaio no râguebi). Foi dessa forma que levou a sua equipa a três vitórias na Super Bowl, a final do campeonato americano, e quem o visse fintar adversários pelo campo fora jamais acreditaria que tinha nascido com pé boto. De facto, assim aconteceu, mas após superar a adversidade, Troy Aikman tornou-se num desportista de eleição e ícone junto dos mais novos.
O seu caso não é único. Ainda no desporto, a patinadora no gelo Kristi Tamaguchi teve o mesmo problema enquanto jovem – tratado com sapatos de correcção –, factor que não a impediu de conquistar a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Inverno disputados em Albertville, França. E o que dizer de Mia Hamm, tida como a mais importante jogadora de futebol de todos os tempos, galardoada nos Estados Unidos com o prémio de Melhor Atleta Feminina do Ano, entre 1994 e 1996, que também nasceu com “os pés tortos”, ou Miguel Riffo, futebolista do Colo Colo, um dos mais emblemáticos clubes do Chile.
Os exemplos seguem pela sétima arte. O mais famoso será certamente o de Dudley Moore, actor inglês que nasceu com pé boto no longínquo ano de 1935. Naquela altura, pouco se sabia sobre a doença, mas vê-lo desempenhar papéis em filmes como ‘Arthur’, ao lado de Liza Minelli, dá para ter uma ideia de que a recuperação foi bem sucedida. Do mesmo se podem orgulhar outras estrelas, entre as quais Damon Wayans, actor negro que costuma protagonizar filmes de acção, entre os quais ‘A Fúria do Último Escuteiro’ ou ‘O Último Grande Herói’. A sua vida não tem nada de dramático.
No campo literário, o inglês George Gordon Byron, que o mundo conhece como Lord Byron, mostrou ser um dos mais importantes poetas românticos, enquanto na política o exemplo é dado por Thaddeus Stevens, figura importante da Pensilvânia no início do século XIX, tendo iniciado a construção de escolas públicas grátis, muito antes de tal ser uma realidade noutros estados. Ambos sofreram de pé boto e tornaram-se em grande figuras da História. Afinal, mostraram ter capacidade para dar um pontapé na adversidade, literalmente.
Ver comentários