Barra Cofina

Correio da Manhã

Mais CM

Madeira Rodrigues: O leão papava concursos

O candidato ao Sporting estreou um musical e começou a vida de casado graças a prémios num concurso de Teresa Guilherme
Miriam Assor 5 de Fevereiro de 2017 às 15:00
Madeira Rodrigues
Madeira Rodrigues FOTO: Miguel Ganhão

A ideia de apresentar uma candidatura começou a medrar após um jantar na casa de um histórico sportinguista. À mesa, um repetente candidato recusava-se a encabeçar a corrida presidencial leonina. A segunda escolha, e "a melhor", garante um dos presentes, veio logo a seguir: o autor do musical ‘1906 - Nosso Grande Amor’. Com José Cid quis fazer outro espectáculo, mas esse não saiu do papel. De zero a dez, o cantor dá a Pedro Madeira Rodrigues a nota nove. Há razões para não ter classificação máxima: "Não lhe dou dez porque não é benfiquista!". Brincadeira. Se existe algo que pontua estes amigos é o afinado sentido de humor.

Pedro Miguel da Costa Félix Madeira Rodrigues teve motivos para se rir, e muito, pela boa sorte que o arranque dos anos 90 lhe trouxe. O resultado da intensa participação em concursos televisivos somou os chamados dias felizes: prémios, que constituíram grandessíssima ajuda para a vida conjugal que se avizinhava com Patrícia, a actual mulher. E, assim, levaram automóveis, financiamento para a primeira habitação e viagens conseguidas no concurso conduzido pela Teresa Guilherme ‘Destino X’.

PAI DE CINCO
Um amigo avisa de que não bastou ter o contrário do azar de feição. A agilidade e o sentido competitivo também deram uma mão para que trouxesse um belo cabaz. A candidatura à presidência do Sporting não é o destino exótico de quem encostou à box o cargo de secretário-geral da Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa. O discurso à moda de vencedor, as frases convictas de que a 4 de Março, quatro dias que antecedem o seu aniversário, vai subir à cadeira maior de Alvalade, traduz na íntegra, afirma um amigo dos tempos de juventude em que jogava à bola nos leões, a sua personalidade: "Nunca vi o Pedro (Madeira Rodrigues) derrotado; acredita sempre".

Em 2011, o seu nome constava como vogal na lista de Pedro Baltazar e ficou crente até perder. Nos governos de Durão Barroso e no de Sol de pouca dura de Santana Lopes conhecera as vitórias eleitorais. Adjunto e chefe de gabinete dos ministros Carmona Rodrigues e Álvaro Bissaya Barreto, e do secretário de Estado da Ciência e Tecnologia, Manuel Fernandes Thomaz. Por essas bandas deixou memória de alguém que "antevia os problemas" e era "organizadinho". Com 45 anos e pai de cinco descendentes, o último filho veio da barriga do amor da adopção. A sua intervenção no ‘Prós e Contras’, em 2013, gerou polémica por não ter mostrado os dentes à adopção de casais do mesmo sexo. Licenciado em Gestão e Administração, com MBA, e aluno de Harvard é tido como um dos autores do blogue ‘Camarote Leonino’ - o seu pseudónimo é ‘City Lion’. Ao seu lado estão os saturados da actual liderança e aqueles que, outrora, estiveram com Bruno de Carvalho: "Prefiro um hotel de quatro estrelas a uma pensão sem céu estrelado".

Madeira Rodrigues Sporting Bruno de Carvalho Televisão Teresa Guilherme
Ver comentários