Barra Cofina

Correio da Manhã

Mais CM
5

Será Temer o novo olímpico?

Enquanto Dilma solta o seu grito de Ipiranga ao dizer “o que mais dói é a injustiça”, Temer - caso não seja “de nada acusado” - deverá presidir o Rio 2016. O Brasil (até) 2018 é outra conversa.
Mafalda de Avelar 15 de Maio de 2016 às 13:31
1 - Dilma é afastada
Donde - presidência
Por quem - Senado

"É a maior das brutalidades que pode ser cometida contra qualquer ser humano: puni-lo por um crime que não cometeu", esta foi uma das frases emotivas de Dilma Rousseff no seu discurso de "tchauzinho" aos 54 milhões de brasileiros. No Senado, obteve 55 votos a favor da sua destituição contra 22. Agora tem 180 dias para provar a sua inocência. É acusada de crime de responsabilidade por alegadamente ter mascarado as contas públicas. Se ganhar, volta a cumprir o seu mandato até dia 31 de dezembro de 2018. 

2 - Mas deu show
Onde: Senado
Com o quê: discurso
Dilma, que foi afastada por um grupo de senadores, dos quais muitos são suspeitos (48 dos 81), também de corrupção, deu luta. E, por momentos, as imagens de Brasília mais pareciam de vitória do que de derrota. Com o seu amigo Lula da Silva ao lado, Dilma voltou a falar ao povo (agora de forma informal) e uma coisa é certa: a sua frase de vitimização ficará na memória.

3 - A presidente e as dores
Quem: Dilma
Porquê: afastamento
"Eu já sofri a dor invisível da tortura, a dor aflitiva da doença. E agora sofro a dor, mais uma vez, igualmente inominável, da injustiça", disse Dilma que não vai baixar os braços. Os tumultos a favor do PT prometem dificultar a vida de Temer.

4 - Temer até quando?
Onde: presidência
De quê: Brasil
Temer não deverá ter dias fáceis. Primeiro porque o próprio corre o risco de vir a ser acusado de estar envolvido em escândalos de corrupção. Tal como Eduardo Cunha, presidente da Câmara de Deputados que teve que deixar o cargo, Temer poderá ser o próximo. O PT de Lula e de Dilma não vai perder uma "única" oportunidade. Segundo Temer, que já parte com sondagens desfavoráveis, sendo que mesmo entre os que quiseram afastar Dilma poucos são os que a querem substituir por ele, já anunciou medidas que agradam aos empresários mas que causam ainda mais fúria às forças sindicais, aliás comandadas pelo PT. Não se esperam 180 dias fáceis. Pior: o que se faz em tão pouco tempo? Pouco ou nada.


5 - Venezuela, pouco madura
Porquê: crise económica e social
Quem também está a viver momentos complicados é o presidente Nicolás Maduro, que acusa a oposição de ter montado esta semana um esquema de protestos, na Venezuela, para tapar o golpe contra a sua camarada Dilma, no Brasil. Com poucas horas de distância do anúncio do afastamento de Dilma da presidência, Maduro declarou mais um ano em estado de emergência económica na Venezuela, país onde a oposição política, face à enorme crise político- -social e económica em que o país está mergulhado, não tem dado tréguas ao governo. Existe, cada vez mais, a hipótese de Nicolás Maduro ser encostado. À parede.

6 - E na Europa?
O quê - medo terrorista
Onde - Londres
Na Europa, a semana foi marcada pelo temor de um ataque terrorista ao Reino Unido, cuja capital – Londres – tem um novo mayor de origem muçulmana. O Brexit assume cada vez mais relevância e inquieta os mercados que, no final desta semana, estavam a ser fortemente marcados pelo processo de impeachment de Dilma e pela reunião do Banco de Inglaterra. Na cauda da Europa, um rei, Filipe VI, que não está a viver um bom ano. Espanha continua sem governo.

7 - O líder das visitas históricas
Quem - Obama
Onde - Cuba e Hiroshima
Obama anunciou a visita a Hiroshima. Histórico. Isto porque será o primeiro presidente norte-americano a visitar a cidade japonesa que, em 1945, sofreu pela bomba atómica. Num momento crítico na vida política americana, em que Hillary deverá ter que confrontar o (já considerado) temível Trump, que poderá colocar em causa a política externa amigável, Obama some e segue de Cuba ao Japão, tudo, também em nome da harmonia e da paz... político-económica.

8 - A ‘bomba’ angolana
Quem - marido de Isabel dos Santos
O marido de Isabel dos Santos comprou o maior diamante de Angola. Tem 404 quilates. Depois de ter levado a ‘princesa’ do país, leva agora o 27º maior diamante do mundo. O valor? Estima-se que ronde os 22,5 milhões de euros. No meio da instabilidade económica, que até atinge a banca portuguesa, esta notícia deixou certezas de que a "crise parece mesmo não ser para todos".

9 - O filme mais longo do mundo
De quem - Andres Weberg
Ainda no mundo das estrelas, destaque para o desfile (que este ano será em grande) dos protagonistas da Sétima Arte em Cannes, para as descobertas espaciais e para o desejo de Andres Weberg, realizador sueco, de levar a cabo a mais longa metragem do mundo. Um filme de ficção com 720 horas.
Dilma Rousseff Senado crime lei e justiça
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)