Barra Cofina

Correio da Manhã

Especiais
4

Líder parlamentar do PS critica discurso "errático" e "radical" do PSD

Ana Catarina Mendes acusa PSD de ter discurso "próximo da extrema-direita contra os portugueses".
Lusa 23 de Setembro de 2021 às 14:58
Ana Catarina Mendes, líder parlamentar do PS
Ana Catarina Mendes, líder parlamentar do PS FOTO: Lusa
A presidente do Grupo Parlamentar do PS criticou esta quinta-feira a campanha eleitoral do PSD por ter "um discurso errático sobre a sucessão" e um "discurso radical próximo da extrema-direita contra os portugueses", defendendo ser "um PSD que não existe".

"Aquilo que temos visto do PSD é um PSD errático. Num dia discute se há ou não a sucessão, em vez de discutir os problemas dos portugueses, e noutro, questiona para quê tantos apoios sociais do Estado, depois de uma pandemia, aos trabalhadores e desempregados", afirmou Ana Catarina Mendes.

A líder parlamentar socialista, que acompanhou esta manhã o candidato do PS à Câmara Municipal do Porto nas eleições de domingo, Tiago Barbosa Ribeiro, criticou ainda os social-democratas por, na campanha eleitoral, terem "um discurso radical muito próximo da extrema-direita contra os portugueses que sofrem e sofreram com o desemprego".

"Felizmente, [um desemprego] muito menor do que era expetável e do que a outra crise. É um PSD que não existe", considerou.

Destacando que, ao longo da campanha eleitoral, o PS procurou "trazer a cada concelho e freguesia do país propostas concretas" para recuperar "económica e socialmente o país", Ana Catarina Mendes destacou que o partido está "unido".

"A campanha do PS por todo o país, e no Porto não é exceção, com todas as pessoas que têm vindo aqui apoiar o Tiago Barbosa Ribeiro, demonstra bem a força e união do PS, ao contrário de muitos que têm nesta campanha autárquica esquecido a importância das populações e dos seus territórios", afirmou.

A líder da bancada do PS salientou ainda que o partido está unido "naquilo que é preciso fazer em cada um dos territórios na recuperação de Portugal, apoiando o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), o programa-quadro Portugal 2030, o próximo Orçamento de Estado" para dar "resposta aos problemas dos portugueses".

"Nesta reta final de campanha, a união faz mesmo a força e estamos aqui para termos uma nova presidência da Câmara Municipal do Porto", disse.

Ana Catarina Medes acompanhou esta manhã o cabeça-de-lista do PS à Câmara do Porto numa reunião com a Associação de Comerciantes da cidade e destacou o papel "absolutamente essencial" dos autarcas na "resolução dos problemas dos seus territórios e das suas gentes".

Ver comentários