Barra Cofina

Correio da Manhã

Especiais
5

Madrugada de explosões em Kiev e na cidade ocidental de Lviv. Veja os últimos desenvolvimentos da guerra

Estão previstos nove corredores humanitários para a retirada de civis na Ucrânia.
Correio da Manhã 16 de Abril de 2022 às 08:31
Ucrânia
Ucrânia
Ucrânia
Ucrânia
Ucrânia
Ucrânia
Ucrânia
Ucrânia
Ucrânia
Ucrânia
Ucrânia
Ucrânia
Foram enviados neste sábado médicos e socorristas para o distrito de Darnytskyi, em Kiev,onde foram ouvidas explosões, segundo o presidente da Câmara de Kiev, Vitali Klitschko. O número de feridos ainda está por confirmar, de acordo com as autoridades ucranianas. 

Voltaram a ouvir-se explosões na capital da Ucrânia, como também na cidade ocidental de Lviv, confirmaram os meios de comunicação locais.

Pelo menos dois civis foram mortos e quatro ficaram feridos em ataques russos 
Na madrugada deste sábado, durante a invasão russa na Ucrânia, dois civis morreram e quatro ficaram feridos. Já na região oriental de Lugansk, o governador Serhiy Gaidai, confirmou a morte de uma pessoa e três civis com ferimentos em bombardeamentos. 

"Evacuar enquanto é possível", diz Serhiy Gaidai, acrescentando que os autocarros estão prontos para aqueles que queiram ser retirados da região. 

Nove corredores humanitários criados para a retirada de civis este sábado

A Vice-Primeira Ministra da Ucrânia, Iryna Vereshchuk, afirmou que estão a ser formados nove corredores humanitários para a retirada de civis, incluindo na cidade de Mariupol, através de carros particulares. Cinco dos nove corredores estarão na região de Lugansk, onde os bombardeamentos foram mais intensos, acrescenta Iryna Vereshchuk.

Rússia ataca fábrica de veículos blindados na Ucrânia

Rússia destruíu uma fábrica de veículos blindados na capital da Ucrânia, durante a madrugada deste sábado, assim como uma instalação de reparação militar na cidade de Mykolaiv, afirmou a agência noticiosa Interfax, que citou o Ministério da Defesa da Rússia.

Rússia recusa-se a responsabilizar-se pelas mortes e ataques na Ucrânia 

A Rússia tem negado a responsabilização dos ataques desde o início da invasão ao país ucraniano, afirmando que as alegações de crimes de guerra são fabricadas pelos meios de comunicação Ocidental. 

Cerca de três mil tropas ucranianas morreram durante a guerra, afirma Volodymyr Zelensky
O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, disse que cerca de três mil militares ucranianos foram mortos em sete semanas de guerra com a Rússia, e cerca de dez mil pessoas ficaram feridas. 

Zelensky pede a Biden para designar a Rússia como um "patrocinador estatal do terrorsimo"
Volodymyr Zelensky, pediu ao presidente dos Estados Unidos da América, Joe Biden, para que este designasse a Rússia, como sendo um país "patrocinador estatal do terrorismo", juntamente com a Coreia do Norte, Cuba, Irão e Síria, relatou o jornal Washington Post.
Vitali Klitschko Volodymyr Zelensky Lviv Darnytskyi Ucrânia Luhansk Serhiy Gaidai
Ver comentários