Barra Cofina

Correio da Manhã

Especiais
7

Soldados russos declaram-se culpados de crimes de guerra na Ucrânia

Primeiro soldado russo a ser julgado na Ucrânia também assumiu a culpa de assassinar um civil de 62 anos.
Correio da Manhã 19 de Maio de 2022 às 11:41
Apartamento destruído após ataques em Mariupol, na Ucrânia
Apartamento destruído após ataques em Mariupol, na Ucrânia FOTO: Alexander Ermochenko / Reuters
Os soldados russos Aleksandr Bobykin e Aleksandr Ivanov declararam-se culpados de crimes de guerra, no tribunal de Kotelevskii, em Poltava, na Ucrânia, esta quinta-feira. 

De acordo com a Sky News, em causa está o uso de armas contra civis e edíficios em Kharkiv, na Ucrânia.

O editor de assuntos internacionais da Sky News, Dominic Waghorn, disse que Bobykin disse ao tribunal que a sua unidade tinha sido notificada para realizar exercícios com o exército bielorrusso, mas foram desviados para a Ucrânia e ordenados a bombardear Kharkiv.

Na quarta-feira o primeiro soldado russo, o Sargento Vadim Shishimarin, declarou-se culpado de assassinar um civil de 62 anos na Ucrânia, no primeiro julgamento por crimes de guerra desde o início da invasão russa à Ucrânia.
Ver comentários
}