Barra Cofina

Correio da Manhã

Especiais
6

Cristas diz ter recebido avisos sobre caso Tancos e garante que ninguém vai calar o CDS

Presidente do CDS responde a Augusto Santos Silva que acusou a direita de trazer instituições da República “para a lama”.
Paulo Jorge Duarte 30 de Setembro de 2019 às 01:30
Assunção Cristas
Assunção Cristas
Assunção Cristas
Assunção Cristas
Assunção Cristas
Assunção Cristas

Assunção Cristas recusa revelar os autores das mensagens intimidatórias que recebeu para evitar a colagem do roubo das armas do paiol de Tancos à campanha para as legislativas. A revelação foi feita, na noite de sábado, durante o comício de Albergaria-a-Velha, em Aveiro. "Não insistam, não vou dizer quem me enviou as mensagens, elas andam por aí. Agora, ninguém diz ao CDS o que pode ou não pode dizer durante a campanha", assegurou, este domingo, Assunção Cristas durante a visita ao distrito de Aveiro.

O socialista Santos Silva acusou a direita de arrastar as instituições da República "para a lama". Cristas devolveu o mimo: "Há a velha máxima de que quem se mete com o Partido Socialista leva, mas no CDS não há medo de dizer as verdades. Quem coloca as instituições políticas na lama é quem mantém um candidato a deputado envolvido num processo em que aparentemente soube do que se passou e quando deveria ter escrutinado o governo estava, de alguma forma, a encobrir o governo", ripostou a líder centrista numa referência ao socialista Tiago Barbosa Ribeiro.

O dia de campanha do CDS começou bem cedo, na Feira da Palhaça, onde Cristas privilegiou o contacto com os feirantes. "Muita força, temos de ter alguém que nos defenda", incentivou Maria Rosa, vendedora de legumes. A caravana seguiu, ao final da manhã, para a ria de Aveiro, em Esgueira, para um passeio de bicicleta, e terminou em Arouca. A feira das Colheitas atraiu milhares de pessoas, um terreno fértil para Assunção Cristas pedir o voto no CDS-PP nas próximas eleições legislativas.

CDS Assunção Cristas Albergaria-a-Velha Aveiro política eleições eleições nacionais partidos e movimentos
Ver comentários