Barra Cofina

Correio da Manhã

Especiais
7

António Costa em campanha a sul. Rui Rio e André Ventura desencontrados entre Viseu e Guarda

Veja a agenda dos candidatos às legislativas para esta quarta-feira.
Lusa 19 de Janeiro de 2022 às 07:35
António Costa em campanha
Rui Rio em campanha
André Ventura em campanha
António Costa em campanha
Rui Rio em campanha
André Ventura em campanha
António Costa em campanha
Rui Rio em campanha
André Ventura em campanha
O secretário-geral do PS, António Costa, vai estar esta quarta-feira em campanha pelo sul do país, enquanto o líder do PSD desloca-se à Guarda e Viseu, sem se cruzar com André Ventura, que também passará naquelas cidades.

Regressado da Madeira,  o secretário-geral do PS e primeiro-ministro, António Costa, escolheu o Alentejo e Algarve para o quarto dia de campanha oficial, com uma visita a uma empresa de hidroponia e a um café em Beja e um encontro com eleitores na escola de turismo em Faro.

Já o presidente do PSD, continua na região Centro e começa o dia com uma ação de contacto com a população e comércio local na Guarda, seguindo depois para uma ação semelhante em Viseu, já da parte da tarde, onde participa também numa sessão temática sobre educação e demografia.

A caravana bloquista arranca em Setúbal, com uma visita ao quartel de bombeiros em que a coordenadora do BE, Catarina Martins, estará acompanhada de Joana Mortágua. À tarde, participa numa arruada em Lisboa com Mariana Mortágua e já há noite tem marcado um comício em Torres Novas.

Quem vai estar também em Setúbal durante a manhã é o presidente do CDS-PP, Francisco Rodrigues dos Santos, com uma visita o mercado do Livramento, de onde segue para um almoço no Seixal.

Já durante a tarde, participa numa conferência sobre a reforma eleitoral, na sede do partido em Lisboa, num encontro com jovens no Mercado de Culturas, terminando o dia com um jantar também em Lisboa.

Pela CDU, é João Oliveira quem está agora ao comando da campanha, depois de João Ferreira ter testado positivo à covid-19 na terça-feira. O candidato por Évora vai estar com trabalhadores de uma empresa em Castanheira do Ribatejo e termina o dia com um comício em Loures.

Inês Sousa Real, porta-voz do PAN, andará à tarde por Évora, onde tem agendada uma visita ao canil municipal, seguida de uma ação de contacto com a população no centro da cidade.

Com a agenda completa, o presidente da Iniciativa Liberal, João Cotrim de Figueiredo, visita o aeroporto de Lisboa numa ação dedicada ao tema da TAP e depois do almoço faz um viagem de cacilheiro entre o Cais do Sodré e Cacilhas.

Já em Almada, visita o Hospital Garcia de Orta para falar sobre saúde regressando de autocarro a Lisboa pelas 17:30.

André Ventura, do Chega, faz campanha em Aveiro, com uma arruada à tarde, e o último destino do dia da caravana é a Guarda, onde o partido organiza um jantar-comício.

Rui Tavares, cabeça de lista do Livre pelo círculo eleitoral de Lisboa, tem apenas prevista uma visita às Salinas do Samouco, em Alcochete, logo pelas 09:30.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, dissolveu o parlamento e convocou eleições legislativas antecipadas para 30 de janeiro na sequência do chumbo do Orçamento do Estado para 2022 na generalidade, que teve apenas votos a favor do PS e a abstenção do PAN.

Esta é a 17.ª vez que os portugueses são chamados a votar em legislativas em democracia, contando com as eleições para a Assembleia Constituinte, em 1975.

Além de PS, PSD, BE, CDU (PCP/PEV), CDS-PP, PAN, Chega, Iniciativa Liberal e Livre - partidos que conseguiram representação parlamentar nas legislativas de outubro de 2019 -, concorrem às eleições de 30 de janeiro outras 12 forças políticas, num total de 21.

Os outros partidos concorrentes são: Aliança, Ergue-te (ex-PNR), Alternativa Democrática Nacional (ex-PDR), PCTP-MRPP, PTP, RIR, MPT, Nós, Cidadãos!, MAS, JPP, PPM e Volt Portugal, que se estreia em legislativas.

Mais de 10 milhões de eleitores residentes em Portugal e no estrangeiro constam dos cadernos eleitorais para a escolha dos 230 deputados à Assembleia da República.

Ver comentários
}