Barra Cofina

Correio da Manhã

Mais CM
8

Morreu Jaime Fernandes, provedor da RTP

Antigo locutor e jornalista morre aos 69 anos.
27 de Outubro de 2016 às 12:05
Jaime Antunes trabalhou como jornalista, locutor e provedor do telespectador, na RTP
Jaime Antunes foi um dos fundadores da Antena 3
Jaime Antunes trabalhou como jornalista, locutor e provedor do telespectador, na RTP
Jaime Antunes foi um dos fundadores da Antena 3
Jaime Antunes trabalhou como jornalista, locutor e provedor do telespectador, na RTP
Jaime Antunes foi um dos fundadores da Antena 3

Jaime Fernandes, provedor do telespectador da RTP, morreu esta quinta-feira, aos 69 anos.

O ex-locutor e jornalista da Emissora Nacional estava no cargo desde 2013, sucedendo a José Carlos Abrantes. Jaime Fernandes foi o criador da estação de rádio Antena 3, em 1994.

O jornalista, nascido a 23 de junho de 1947, integrou a administração da RDP em 1989, permanecendo no cargo durante cinco anos.

Foi ainda diretor de empresas ligadas à RTP e da empresa ligada à gestão do antigo pavilhão Atlântico, hoje MEO Arena.

Foi também diretor nas antenas internacionais da RTP.

Enquanto provedor do telespectador, cargo que desempenhava atualmente, apresentava 'A Voz do Cidadão', transmitido na estação pública todos os sábados.

Administração da RTP considera "uma grande perda"
O Conselho de Administração da RTP manifestou o "seu profundo pesar" pelo "falecimento inesperado" do provedor do telespetador, Jaime Fernandes, com o seu presidente a salientar "uma grande perda".

Em comunicado, o Conselho de Administração da RTP "manifesta em seu nome pessoal e de toda a empresa, o seu profundo pesar pelo falecimento inesperado" do provedor do telespetador.

"Jaime Fernandes foi uma das mais distintas vozes da rádio e um excelente profissional da Rádio e Televisão Públicas onde trabalhou durante mais de cinquenta anos. Ao longo de uma notável carreira foi ainda diretor e administrador da RTP", recorda a administração da empresa.

"O seu nome está associado também à Antena 3, de que foi fundador, à Rádio Renascença, à Rádio Comercial de que foi diretor e ainda ao Rádio Clube Português", recordou a administração, destacando "a sua voz inconfundível, a sua criatividade e o seu profundo conhecimento em particular da rádio e em especial do meio musical", que o tornaram "numa referência não só para a RTP" e para os que ali trabalham, "mas para todos os profissionais do setor".

"À sua capacidade profissional, Jaime Fernandes juntava uma simpatia e facilidade de trato que a todos cativava", sublinhou a administração, que considerou ser este "um dia triste para esta casa e para todos os profissionais da rádio e da televisão em Portugal".

A administração da RTP apresenta ainda "sentidas condolências à sua esposa, filha e a todos os seus familiares e amigos".

"Jaime Fernandes era um excelente provedor, atento, conhecedor, equilibrado. E com um percurso de vida e profissional muito rico, no mundo da rádio, da música, da comunicação. E além disso, era sempre um Senhor", sublinhou o presidente do Conselho de Administração, Gonçalo Reis, citado no comunicado, que apontou ser "uma grande perda".

"Era um grande profissional", diz o presidente da ERC
O presidente da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC), Carlos Magno, lamentou esta quinta-feira a morte do provedor do telespetador da RTP, Jaime Fernandes, sublinhando que "era um grande profissional".

"Era a voz portuguesa da Música na América [programa radiofónico de Jaime Fernandes", disse Carlos Magno.

O presidente da ERC adiantou que primeiro conheceu Jaime Fernandes à distância, através dos seus programas de rádio, e depois profissionalmente, com quem aprendeu.

"Era um grande profissional e um 'gentleman'", sublinhou.

Presidente da República lamenta morte de "grande profissional"
O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, lamentou a "morte prematura" do provedor do telespetador da RTP, Jaime Fernandes, recordando "o grande profissional que deixa boas memórias entre os pares e junto dos portugueses".

"Lamento a morte prematura de Jaime Fernandes e endereço à sua família as mais sentidas condolências, lembrando o grande profissional que deixa boas memórias entre os seus pares e junto dos portugueses", afirma Marcelo Rebelo de Sousa numa mensagem publicada na página da internet da Presidência da República.

O chefe de Estado referiu-se a Jaime Fernandes como "uma voz da rádio, desde os tempos da Emissora Nacional, um senhor da televisão, como Provedor do Telespetador na RTP, um homem da música" e, acima de tudo, um comunicador.

O ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes, manifestou hoje o seu pesar pela morte de Jaime Fernandes, provedor do telespetador da RTP, realçando que o responsável foi uma "personalidade marcante da comunicação social".

Na nota de pesar enviada às redações, o governante assinalou ainda que Jaime Fernandes "muito contribuiu para o desenvolvimento da rádio e da televisão em Portugal", apresentando as suas condolências "à família e à RTP".

Parlamento recorda "referência na história da rádio"
A Assembleia da República prestou hoje tributo à memória, profissionalismo e dedicação de Jaime Fernandes, que morreu hoje aos 69 anos, recordando os "momentos extraordinários" que a sua voz deu aos portugueses.

"A Assembleia da República, reunida hoje em plenário, presta um sentido tributo à sua memória, ao seu profissionalismo e dedicação, no jornalismo e em todos os cargos que desempenhou, aos 'momentos extraordinários' que a sua voz e o seu trabalho trouxe aos portugueses, e endereça à sua família um voto de sentido pesar", lê-se num voto de pesar aprovado hoje por unanimidade.

No voto, apresentado pelo PSD, PS, BE, CDS-PP, PCP e PAN, recorda-se a carreira profissional de Jaime Fernandes, fundador da Antena 3 e responsável por vários programas no serviço público de rádio e que era atualmente provedor do telespectador da RTP.

"Locutor, jornalista e realizador de rádio, Jaime Fernandes, dedicou a sua vida profissional ao serviço público radiofónico", é referido no voto de pesar.

No texto é ainda lembrada a passagem de Jaime Fernandes - "uma referência na história da rádio portuguesa" - pela Rádio Renascença, onde foi diretor de programas e esteve na origem do lançamento da onda FM, de onde nasceu a RFM.

Na RFM, recorda-se ainda, foi responsável pelo programa "Oceano Pacífico".

Jaime Fernandes RTP jornalista da Emissora Nacional Antena 3 economia negócios e finanças media
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)