13:04 | 08/05

MAI pede punição de declarações xenófobas

O Ministério da Administração Interna (MAI) pediu, esta segunda-feira, à Direcção Nacional da PSP a responsabilização disciplinar, criminal e contra-ordenacional de dirigentes do Sindicato dos Profissionais de Polícia (SPP) por declarações “xenófobas”.
00:00 | 08/05

Marcus vai mudar de cadeia

O luso-brasileiro Marcus Fernandes, condenado na última sexta-feira pelo Tribunal da Boa Hora à pena máxima de 25 anos de prisão pelo homicídio a tiros, de dois agentes da PSP, vai ser transferido da cadeia do Linhó, nos arredores de Sintra, para o novo estabelecimento de alta segurança de Monsanto, em Lisboa.
00:00 | 06/05

Marcus apanha pena máxima

Vinte e cinco anos de cadeia, pena máxima, para punir os homicídios de dois agentes da PSP, abatidos “com frieza e sem arrependimento”. Foi desta forma que a juíza Ana Paula Conceição sentenciou Marcus Fernandes, o luso-brasileiro de 31 anos que, a 20 de Março de 2005, matou os agentes da PSP Paulo Alves e António Abrantes, na Amadora.
16:12 | 05/05

Pena máxima para homicida de polícias

Marcus Fernandes, acusado do homicídio de dois agentes da PSP, Paulo Alves (23 anos) e António Abrantes (30 anos), mortos a tiro, no Bairro de Santa Filomena, na Amadora, em Março de 2005, foi esta sexta-feira condenado pelo colectivo de juizes do Tribunal da Boa Hora, em Lisboa, à pena de prisão máxima (25 anos).
00:00 | 28/04

Detida patroa da prostituição em Sintra

A ex-namorada do luso-brasileiro Marcus Fernandes – acusado de duplo homicídio dos agentes Alves e Abrantes da PSP da Amadora – foi detida anteontem na Tapada das Mercês, Sintra, por suspeitas de lenocínio.
00:00 | 06/04
Marcus quer ser internado

Marcus quer ser internado

Os advogados representantes das famílias dos agentes da PSP Paulo Alves e António Abrantes, mortos a tiro na Amadora em Março do ano passado, pediram a pena máxima (25 anos) para Marcus Fernandes, acusado de duplo homicídio. Já a defesa pediu o internamento compulsivo do arguido por considerar que o luso-brasileiro sofre de perturbações mentais. A sentença está marcada para o dia 5 de Maio.
Ver + notícias