Barra Cofina

Correio da Manhã

Mais Sobre
9
Saber mais sobre Dona Elaine
00:30 | 17/05
Uma prova de amor

Uma prova de amor

Salvou aquela mulher de um casamento infeliz com um juiz desembargador.
00:30 | 03/05
Os benefícios do sentimentalismo

Os benefícios do sentimentalismo

Dona Ester, minha mãe, detestava o sentimentalismo. Não porque não fosse sentimental, à sua medida e quando vinha a propósito, mas porque conhecera essa doença de perto.
00:30 | 26/04
A quarentena da Tia Benedita

A quarentena da Tia Benedita

Depois de uma semana em isolamento bracarense, a minha sobrinha Maria Luísa aproveitou uma brecha depois da Páscoa e veio para Moledo onde a "quarentena" é, neste eremitério governado por Dona Elaine, uma espécie de regime permanente, se retirarmos as pequenas caminhadas que pratico sob prescrição da Dra. Teresa, a minha médica de Venade
00:30 | 19/04
Recompensas de hoje

Recompensas de hoje

Na família, houve sempre uma certa veneração pelos nossos médicos, ou seja, pelos que nos vigiavam as coronárias e restantes áreas do corpo.
00:30 | 12/04
A Páscoa de Moledo

A Páscoa de Moledo

Em tempos normais, a Páscoa destas paragens seria luminosa como a Primavera recentemente inaugurada – tirando os pólenes, que irritam  Dona Elaine (a governanta deste eremitério de Moledo), e o cieiro, que indispõe os crepúsculos com a sua ameaça.
00:30 | 01/03
Do entrudo à meteorologia

Do entrudo à meteorologia

Mandasse eu, e haveria uma quarentena literária acerca da Primavera e das primeiras tardes tépidas do ano.
00:30 | 16/02
Esperar em Moledo pelo fim do Inverno

Esperar em Moledo pelo fim do Inverno

Calhou a minha sobrinha Maria Luísa protestar contra os Elementos (ou seja, que queria o fim do Inverno) para que Dona Elaine, a governanta deste eremitério de Moledo, lhe lembrasse que fazer calor era coisa do Verão – e, recordando a cansativa sabedoria dos provérbios, que "Fevereiro quente traz o diabo no ventre".
00:30 | 02/02
Segunda meditação sobre  o Inverno de Moledo

Segunda meditação sobre o Inverno de Moledo

Com a idade e, portanto, com a proximidade do fim, habituei-me a desejar o Verão ou a doce beleza da nossa Primavera minhota – mais do que a aceitar a inevitabilidade do Inverno.
00:30 | 26/01
Moledo e meditações sobre o Inverno

Moledo e meditações sobre o Inverno

Boa parte da família visita Moledo aos domingos de final de manhã e prolonga a tarde entre conversas que afloram a meteorologia, as finanças, a televisão e outros males da Pátria
Ver + notícias
Mais notícias