Barra Cofina

Correio da Manhã

Mais Sobre
5
Saber mais sobre Francisco Da Cruz
17:28 | 23/07
Os amores de Amália

Os amores de Amália

Um primeiro casamento falhado, um romance impossível e proibido que deixou marcas profundas, reis, cantores e famosos.
00:30 | 16/01
Angola quer penalizar burlões

Angola quer penalizar burlões

Mais de 70 milhões de euros foram desviados do Ministério das Finanças e do Banco Nacional angolanos. Procurador-geral esteve ontem em Lisboa. <br/>
02:00 | 27/09
BCP chegou a ter 10% do Banif (ACTUALIZADA)

BCP chegou a ter 10% do Banif (ACTUALIZADA)

O Fundo de pensões do BCP e o próprio banco tiveram 10% do Banif logo após a saída do advogado português Francisco da Cruz Martins e dos dois empresários, António Figueiredo e Eduardo Capelo de Morais, contra os quais o Estado angolano apresentou uma queixa na Procuradoria-Geral da República (PGR) pelo alegado envolvimento no desaparecimento de 104 milhões de euros.
00:30 | 18/09
“As offshores não são minhas”

“As offshores não são minhas”

O presidente do Banif nega ter qualquer ligação com as sociedades offshores que serviram para o advogado Francisco da Cruz Martins receber 104 milhões de dólares do governo angolano para comprar 49% do capital do banco. "As offshores não são minhas, nem nunca foram", afirmou ao CM Horácio Roque, contrariando os relatórios produzidos por Cruz Martins que estão na Procuradoria-Geral da República (PGR) e que apontam Horácio Roque como o detentor daquelas sociedades.
00:30 | 12/09
Angola recorreu  a Constâncio (ACTUALIZADA)

Angola recorreu a Constâncio (ACTUALIZADA)

O Estado angolano, antes de apresentar queixa na Procuradoria-Geral da República (PGR) portuguesa, contra o advogado Francisco da Cruz Martins e outros – pelo desaparecimento de 104 milhões de euros que deviam ter sido usados na compra de 49% de acções do Banif –, solicitou a intervenção do governador do Banco de Portugal, Vítor Constâncio, apurou o CM junto de fonte ligada ao processo.
00:30 | 09/09
Denúncia envolve Horácio Roque

Denúncia envolve Horácio Roque

O nome de Horácio Roque, presidente do Banif, está envolvido na queixa-crime apresentada pelo Estado angolano na Procuradoria-Geral da República (PGR) portuguesa pelo desaparecimento de cerca de 104 milhões de euros que deveriam ter sido usados para comprar 49% das acções do banco, apurou o CM junto de fonte ligada ao processo.
00:30 | 23/11
‘Amália’ quer ter mais de 200 mil

‘Amália’ quer ter mais de 200 mil

"Se não chegarmos a mais de 200 mil espectadores sentimos que falhámos o nosso objectivo", garantiu ontem ao CM Manuel S. Fonseca, produtor de ‘Amália – O Filme’, no mesmo dia em que a Valentim de Carvalho anunciou que a longa-metragem – que recria três décadas da vida da fadista – chegará no dia 4 de Dezembro a 66 salas de cinema, no que é a maior estreia de sempre de um filme português.<br/><br/>
00:30 | 21/11
Tribunal recusa impedir ‘Amália’

Tribunal recusa impedir ‘Amália’

Está afastada a hipótese de a chegada de ‘Amália – O Filme’ aos cinemas, marcada para 4 de Dezembro, ser cancelada por imposição legal. Um despacho de um juiz do Tribunal Cível de Lisboa proferido no início desta semana indeferiu a providência cautelar interposta por Celeste Rodrigues – irmã da fadista que durante décadas foi um dos símbolos de Portugal – e por três sobrinhos de Amália, que procurava suspender as filmagens e a estreia da produção da Valentim de Carvalho Filmes.<br/><br/>
00:00 | 06/08
E tudo o vento partiu

E tudo o vento partiu

Paride Grillo ganhou em Beja ao sprint uma etapa com três fases distintas: a estrada 125 até Loulé, a serra do Caldeirão e a planície alentejana, em que o vento esfrangalhou por completo o pelotão e pregou enormes sustos a alguns favoritos
18:04 | 04/10

CANTAR POR AMOR

O Fado que os portugueses amam é a Amália. Para Amália, o seu fado foi amar e ser amada pelos portugueses. E pelos homens: muitos passaram pela sua vida
Mais notícias