Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Angolana detida em Luanda com 2,5 quilos de cocaína proveniente do Brasil

Detenção ocorreu numa ação conjunta com os órgãos do sistema de segurança do aeroporto.
Lusa 12 de Janeiro de 2022 às 21:20
Cocaína
Cocaína FOTO: Direitos Reservados
Uma mulher angolana foi detida na posse de 2,5 quilogramas de cocaína após desembarque no aeroporto internacional de Luanda, proveniente do Brasil, informou esta segunda-feira o porta-voz do Serviço de Investigação Criminal (SIC).

Segundo Manuel Halaiwa, a cidadã, de 22 anos, foi detida no passado fim de semana, na sala de desembarque, numa ação conjunta com os órgãos do sistema de segurança do aeroporto.

Halaiwa disse que a droga, a primeira apreensão este ano no aeroporto internacional 4 de Fevereiro, se encontrava dissimulada na roupa da mulher, numa blusa devidamente trabalhada para ludibriar as autoridades.

"A detenção ocorreu no momento do desembarque de passageiros de um voo da TAAG - Linhas Aéreas de Angola, saído do Aeroporto de Guarulhos, estado de São Paulo", referiu o porta-voz do SIC, citado pela agência noticiosa angolana, Angop.

As autoridades chegaram à passageira por suspeita, salientou Manuel Halaiwa, tendo a cidadã sido submetida a verificação da bagagem e ao rastreio do corpo, acabando por de se detetar corpos estranhos nas regiões do abdómen e tórax.

As autoridades encontraram com a mulher dois pacotes de papelão de formato retangular, revestidos com adesivos e passado com fita-cola em plástico de cor preta.

De acordo com o porta-voz do SIC, com a investigação apurou-se que a mulher serviu de correio, recrutada pelo namorado, angolano, residente em Luanda, para se deslocar ao Brasil e transportar a droga.

O dono da droga é um cidadão da República Democrática do Congo, tendo sido prometida à mulher uma recompensa de 3.000 dólares (2.643 euros), explicou a mesma fonte.

"Diante dos factos, apreendeu-se a droga como matéria probatória do crime e deteve-se a implicada, que foi encaminhada ao Ministério Público, tendo esta decretado a prisão preventiva, enquanto diligências prosseguem em torno do processo", salientou o responsável.

Ver comentários