Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Cantor guineense sob investigação da justiça por suspeita de crime de falsificação

Ju Keendo foi presente a um magistrado do Ministério Público para audições na sequência de "várias denúncias de possíveis vítimas".
Lusa 8 de Agosto de 2022 às 17:10
Ju Keendo
Ju Keendo FOTO: Facebook/Ju Keendo
A Polícia Judiciária (PJ) guineense deteve para investigação o cantor Ju Keendo suspeito de liderar uma rede de falsificação de vistos Schengen, disse esta segunda-feira à Lusa fonte da corporação.

O artista foi hoje presente a um magistrado do Ministério Público para audições na sequência de "várias denúncias de possíveis vítimas", precisou a fonte da PJ.

O músico foi detido pela PJ na passada quinta-feira, após "uma denúncia comprometedora" por parte de um cidadão "que se sentiu enganado" com a promessa de que tinha recebido um visto para Portugal "quando na verdade aquele visto era falsificado", adiantou a mesma fonte.

"Ao ser detido, várias pessoas compareceram nas instalações da PJ com denúncias de que deram dinheiro ao artista para obter visto Schengen", acrescentou a fonte da corporação policial.

De acordo com a PJ, os denunciantes disseram à polícia que o artista prometia levá-los ou aos seus familiares para Portugal enquanto dançarinos e dançarinas da sua banda musical.

Ju Keendo é um conhecido artista da nova vaga da música guineense e regularmente realiza concertos ou videoclipes em países europeus.

Fonte do Ministério Público confirmou à Lusa que o magistrado que ouviu o artista decretou-lhe a medida de prisão preventiva para aguardar o julgamento.

Ministério Público Portugal PJ Ju Keendo Schengen Lusa
Ver comentários