Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Falta de dinheiro para acudir à crise humanitária em Moçambique "é muito grave", diz ONU

País está a atravessar carência de recursos financeiros.
Lusa 4 de Março de 2021 às 13:37
ONU
ONU FOTO: Johannes Simon/Getty Images
A coordenadora residente das Nações Unidas em Moçambique, Myrta Kaulard, classificou como "muito grave" a falta de recursos financeiros para acudir à crise humanitária no país, reflexo do impacto da Covid-19 nos principais países doadores.

"O problema dos recursos financeiros é muito grave", referiu esta quinta-feira em declarações à Lusa, em Maputo.

O plano humanitário lançado em dezembro em conjunto pelo Governo moçambicano e ONU, com um apelo à mobilização de 254,4 milhões de dólares (211 milhões de euros) e enfoque em Cabo Delgado, tem merecido "respostas muito positivas", mas Myrta Kaulard modera as expetativas quanto à concretização das doações.

Moçambique ONU Nações Unidas Myrta Kaulard Covid-19 política partidos e movimentos política (geral)
Ver comentários