Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

José Eduardo dos Santos, Isabel dos Santos e o marido investigados por lavagem no Mónaco

Elevados montantes de dinheiro investigados.
Maria Vaz 19 de Janeiro de 2020 às 10:24
Família dos Santos depositava avultadas quantias em bancos do principado
Família dos Santos depositava avultadas quantias em bancos do principado FOTO: Direitos Reservados
O antigo presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, a sua filha Isabel dos Santos e o marido desta, Sindika Dokolo, são todos suspeitos do crime de branqueamento de capitais, estando a ser investigados no Mónaco.

A origem do processo de investigação pelas autoridades judiciais do principado francês estará ligado ao depósito de elevados montantes de dinheiro em instituições financeiras do principado, que se suspeita terem sido obtidos de forma ilegal.

Segundo avança o jornal ‘Expresso’, um oficial dos serviços de investigação criminal de Angola, que segue o caso com a Interpol, já avançara que a investigação poderá vir a estender-se a outros familiares e amigos mais próximos da família Santos que tenham estado envolvidos, de alguma forma, em negócios com a família do antigo presidente angolano.

É sabido que Isabel dos Santos e o marido, Sindika Dokolo, possuem ativos imobiliários no Mónaco, no valor de 53 milhões de euros, sendo que os seus movimentos financeiros já estão a ser monitorizados pelas autoridades judiciais do principado há algum tempo.

O caso ganhou novos contornos após Tribunal Provincial de Luanda ter acusado Isabel dos Santos e o marido de um conjunto de crimes alegadamente realizados durante o período em que o seu pai foi presidente de Angola.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)