Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Médico receia que não haja vacinas do Ébola suficientes para conter epidemia em larga escala

Filomeno Fortes antevê um cenário "dramático" se o surto na Guiné-Conacri alastrar aos países vizinhos.
Lusa 27 de Fevereiro de 2021 às 08:25
Injeções vão ser ministradas até ao início de 2015 com 15 voluntários por semana
Injeções vão ser ministradas até ao início de 2015 com 15 voluntários por semana FOTO: D.R.
O diretor do Instituto de Higiene e Medicina Tropical (IHMT) receia que não haja vacinas do Ébola suficientes para conter uma epidemia em larga escala, antevendo um cenário "dramático" se o surto na Guiné-Conacri alastrar aos países vizinhos.

"Há uma grande preocupação porque há a possibilidade de este surto epidémico [na Guiné-Conacri] alastrar novamente para países como a Serra Leoa e a Libéria, tal como aconteceu em 2014", disse Filomeno Fortes.

Filomeno Fortes explicou que "a transição terrestre" entre estes países continua a ser "muito forte", o que promove a circulação da doença.

Ébola IHMT Guiné-Conacri Filomeno Fortes saúde epidemias e pragas
Ver comentários