Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Oito casos de infeção por coronavírus confirmados na Guiné-Bissau

Há 10 casos suspeitos que aguardam resultado de análise.
Lusa 29 de Março de 2020 às 23:46
Coronavírus
Coronavírus FOTO: EPA/SEM VAN DER WAL
As autoridades da Guiné-Bissau anunciaram hoje ter subido de dois para oito o número de infetados pelo novo coronavírus e que 10 casos suspeitos ainda continuam em análise no Laboratório Nacional de Saúde Pública, em Bissau.

O anúncio foi feito na Televisão da Guiné-Bissau por Tumane Mané, antigo ministro e assessor de António Deuna, atual ministro da Saúde do Governo de Nuno Nabian, primeiro-ministro proposto pelo autoproclamado Presidente guineense, Umaro Sissoco Embalo.

Segundo Tumane Mané, ao longo da última semana, foram recolhidas amostras de 33 pessoas, com suspeitas de infeção pelo novo coronavírus, das quais 14 deram negativo, dez ainda estão em análise e seis revelaram-se positivos.

Esses números foram associados aos dois casos anunciados no início da semana por Nuno Nabian. Trata-se de dois cidadãos estrangeiros, um indiano e um da República Democrática do Congo, este último funcionário das Nações Unidas.

Entre os 33 exames recolhidos, um é inconclusivo, sendo que será repetido, na segunda-feira, indicou ainda Tumane Mané.

O general Umaro Sissoco Embaló declarou sexta-feira o estado de emergência na Guiné-Bissau.

As autoridades guineenses já tinham decidido, no âmbito do combate à pandemia, decidido encerrar fronteiras, escolas, restaurantes e outro tipo de comércio local, locais de culto, bem como restringir a circulação e a abertura de comércio que vende bens de primeira necessidade ao período entre as 07:00 e as 11:00.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)